Reportar erro
Próxima novela

Shakespeare em novela: “A Dona do Pedaço” é inspirada no clássico "Romeu e Julieta"

Novela de Walcyr Carrasco estreia em maio

Shakespeare em novela: “A Dona do Pedaço” é inspirada no clássico "Romeu e Julieta"
Marcos Palmeira e Juliana Paes estrelam "A Dona do Pedaço" - Divulgação/TV Globo

Naian Lucas

Publicado em 26/03/2019 às 06:41:33

“O Sétimo Guardião” ainda tem cerca de 50 capítulos pela frente, mas a Globo já trabalha em “A Dona do Pedaço”. A próxima novela das nove tem autoria de Walcyr Carrasco e o autor promete apostar no melodrama. Uma prova disso é que o escritor usou como referência para criação do seu enredo um dos clássicos da literatura mundial.

O pontapé inicial é o casamento de Maria da Paz (Juliana Paz) e Amadeu (Marcos Palmeiras) no Espírito Santo. As famílias do casal são inimigas e essa rivalidade fará com que os dois não consigam sacramentar o casório. Para piorar a situação, a protagonista vai acreditar que seu grande amor morreu e será ameaçada de morte pelos parentes do seu ex-noivo. É neste ponto que ela decide fugir para São Paulo.

Uma das inspirações de Walcyr, de acordo com o mídia kit da Globo, acabou sendo “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare. O romance é considerado uma das principais obras da dramaturgia mundial. A tragédia foi escrita entre 1591 e 1595.

Não é novidade que Walcyr Carrasco usa importantes títulos da literatura para criar os seus enredos. A própria história de “Romeu e Julieta” serviu como inspiração em “A Padroeira” (2001). O amor entre Valentim (Luigi Baricelli) e Cecília (Deborah Secco) também ganhou tons de “As Minas de Prata”, de José de Alencar.

A obra de Shakespeare também serviu como base para “O Cravo e a Rosa”. O roteirista global se inspirou em “A Megera Indomada”. O enredo já havia ganhado duas versões no mundo da telenovela, como “A Indomada” (1965), de Ivani Ribeiro, e “O Machão” (1974), de Sérgio Jockyman.

Em “O Outro Lado do Paraíso” (2017), Carrasco teve como referência “O Conde de Monte Cristo”, de Alexandre Dumas, no desenvolvimento da história central. Em “Chocolate com Pimenta” (2003), “Carrie, a Estranha”, de Stephen King serviu como fonte para o início da trama, quando a protagonista Aninha (Mariana Ximenes) é humilhada.

Mais Notícias