Reportar erro
Polêmica

Aguinaldo Silva nega cancelamento de "O Sétimo Guardião"

NaTelinha mantém a informação

aguinaldosilvafoto_844c0901425b06a839257126dab3319d9db736ed_bf0c76a084a572d4f6e2b455e4889915b644efbb_42e10e4b695c1c0189fb43db1ec242a55f9230fd.jpeg
Divulgação
Redação NT

Publicado em 04/09/2017 às 13:18:01

Aguinaldo Silva usou suas redes sociais para negar que sua próxima novela, "O Sétimo Guardião", tenha sido cancelada.

Na última sexta-feira (1º), o NaTelinha noticiou que a Globo teria descartado a trama após reunião devido a uma grande polêmica de direitos autorias, que já havia adiado a produção para o final de 2018.

"Qualquer notícia que vocês tenham lido é canalha, safada e mentirosa", disse Aguinaldo Silva, garantindo que não vai na Globo há cinco meses e não se comunica com ninguém de lá há pelo menos 40 dias.

Não é o que garante fonte do NaTelinha. A reunião teria sim acontecido, mas ninguém queria que a informação vazasse, já que a Globo ainda estudaria a melhor forma de fazer o anúncio ou até mesmo deixar o tempo passar, pois não quer ter sua marca envolvida numa polêmica desse porte. Por isso, a notícia gerou burburinho e um "caça às bruxas" nos bastidores da emissora.

- Celso Portiolli responde boatos e não se vê fora do SBT: "Não dou e também não quero esse desgosto"

Procurada pela reportagem na sexta-feira, a Central Globo de Comunicação já havia negado: "A novela segue prevista, como planejado, para suceder a de João Emanuel Carneiro".

O NaTelinha mantém as informações. Segundo fonte, Aguinaldo deverá entregar uma nova sinopse para avaliação à Globo, que já cogita antecipar a trama de Manuela Dias, escalada para 2019.

Em seu perfil no Facebook, o novelista ainda ameaçou: “Vou cobrar em todas as redes sociais a comprovação da notícia ou o reconhecimento da mentira até o fim dos meus dias”.

O site destaca que sempre busca ouvir as partes e não tem problema algum em reconhecer quando erra, mas preservando a fonte de acordo com a Constituição. E ela garante: "O Sétimo Guardião" foi sim cancelada, até segunda ordem.

- Abatido, Marcelo Rezende desabafa em vídeo: "estou firme"

- Novo galã da Globo competiu duas vezes em versão internacional de programa da RecordTV

Toda a polêmica sobre os direitos autorais da novela tornou-se pública em maio, após uma reportagem exclusiva do NaTelinha sobre os questionamentos de um grupo de ex-alunos do curso de roteiristas ministrados por Aguinaldo Silva em 2015.

Eles estariam insatisfeitos com o contrato de cessão de direitos autorais assinados por eles em favor do novelista.

De acordo com uma fonte, os alunos auxiliaram o autor na criação da sinopse e da maioria dos personagens da trama durante as aulas e reclamam que "O Sétimo Guardião" foi aprovada pela Globo sem nenhum repasse a eles de qualquer valor referente a obra, além de desconhecerem a forma de como seriam creditados seus nomes na abertura da trama.

Todo o imbróglio envolveu até mesmo o advogado Sylvio Guerra, que prestava consultoria jurídica a Aguinaldo e disse desconhecer aditivos feitos no contrato com os alunos.

Mais Notícias