Reportar erro
Finalmente

Gravada em 2016, "Brasil a Bordo" enfim estreia nesta quinta na Globo

Série sofreu adiamentos após a queda do avião da Chapecoense

brasilabordo-miguelfalabella-marcoscaruso_075cb4d9305aa82507d808cfdd98bacf28e80072.jpeg
Divulgação/TV Globo
Fabrício Falcheti

Publicado em 25/01/2018 às 15:06:41

Depois de vários adiamentos, enfim a Globo estreia na noite desta quinta-feira (25), a série "Brasil a Bordo", de Miguel Falabella.

A sitcom foi gravada em 2016 para ir ao ar no mesmo ano, porém a emissora recuou depois da tragédia com o avião da Chapecoense, já que a história aborda uma companhia aérea à beira da falência.

Meses depois, em maio de 2017, "Brasil a Bordo" foi colocada no Globo Play, sendo a primeira série antecipada integralmente na plataforma, antes da TV - prática que tornou-se comum depois.

A trama acompanha a disfuncional família Cavalcanti, dona da Piorá Linhas Aéreas, uma empresa de aviação completamente mambembe.

Gravada em 2016, \"Brasil a Bordo\" enfim estreia nesta quinta na Globo

Acostumados à vida boa que o trabalho trambiqueiro praticado na companhia sempre proporcionou, a matriarca Berna (Arlete Salles), seu marido Gonçalo (Luís Gustavo), os comandantes Vadeco (Miguel Falabella) e Durval (Marcos Caruso), seus filhos, sobrinhos e genros se veem na pior quando a instabilidade econômica do Brasil atinge em cheio os já mal administrados negócios da família.

Instaurado o caos, a situação se agrava quando a Justiça declara a falência da empresa e obriga os Cavalcanti a retomarem as atividades com uma “pequena” condição: que os funcionários da Piorá também tenham participação no quadro diretor da companhia. É este o ponto de partida da série.

"Brasil a Bordo" vai ao ar logo após o "BBB18".