Reportar erro
Polêmica

EBC cita liberdade de expressão após atitude de Pedro Cardoso no "Sem Censura"

Ator abandonou programa ao vivo após desabafo sobre greve

tvbrasil-semcensura-pedrocardoso-23112017_9eff204fd0c4e196b2bcb01ce3d6d18f33abaed3.jpeg
Reprodução
Redação NT

Publicado em 24/11/2017 às 17:30:28

Ainda está dando o que falar a breve participação de Pedro Cardoso no programa "Sem Censura" desta quinta-feira (23), na TV Brasil.

O ator ex-"A Grande Família" abandonou a atração ao vivo dizendo que "não participa de programa em empresas que estão em greve".

Funcionários da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que controla a emissora ligada ao Governo Federal, estão parados desde 14 de novembro em São Paulo, Rio e Brasília, cobrando a revisão de medidas como o congelamento de salários e a retirada de benefícios.

Pedro Cardoso disse que não sabia disso e também se irritou no ar com o presidente da TV Brasil, Laerte Rimoli, que ironizou recentes declarações da atriz Taís Araújo sobre racismo.

"O que eu soube também quando cheguei aqui é que o presidente dessa empresa, que é uma empresa que pertence ao povo brasileiro, fez comentários extremamente inapropriados a respeito do que teria dito uma colega minha, onde a a presença do sangue africano é visível na pele".

No "Sem Censura", o ator falou tudo sem ser interrompido, até deixar os estúdios.

Em comunicado, a EBC falou sobre o episódio e a livre expressão: "O ator Pedro Cardoso expressou-se livremente no programa Sem Censura desta tarde. Esta postura da Empresa Brasil de Comunicação é o resultado da diretriz jornalística e profissional implementada pela atual direção. Nossa programação é a prova viva – e ao vivo – de que esta empresa de comunicação pública é plural, é democrática, acolhe a diversidade de opinião e respeita a lei, inclusive o direito de greve".

Veja o vídeo: