Reportar erro
Mais um

Onda de cortes no SBT atinge Moacyr Franco, que planeja aposentadoria

Moacyr Franco estava no SBT ininterruptamente desde 1997

moacyrfrancosbt_f3dad246dc7ea59503b42c8c6ebb01d2574ec74f.jpeg
Divulgação/SBT
Thiago Forato, com Fabrício Falcheti

Publicado em 21/11/2017 às 14:09:15

A crise econômica pegou o SBT em cheio e os cortes no pessoal não param.

Depois de Carlinhos Aguiar, agora é a vez de Moacyr Franco, que estava em cartaz no humorístico "A Praça é Nossa" há mais de 12 anos.

 Ao jornal O Estado de S. Paulo, Carlos Alberto de Nóbrega lamentou o corte. "Somos amigos há 62 anos. Quando soube que ele seria cortado, foi um choque. Eu disse à direção da casa que não conseguiria dar a notícia, porque iria começar a chorar na hora. Ele é um dos artistas mais injustiçados do nosso País", disse.

O comediante ainda falou: "Ele é um gênio, tem uma versatilidade como poucos. É um ótimo ator, humorista, escreve muito bem, é um poeta, canta muito bem... Era um absurdo ele ter somente cinco minutos de participação na 'Praça'. Mas a empresa não é minha, e a decisão também não foi minha. Estou muito triste. Ainda não tive coragem de falar com ele".

Procurado pelo NaTelinha, o SBT disse que não irá se manifestar. Mas segundo apurado pela reportagem, diante da informação, Moacyr planeja sua aposentadoria da televisão, ainda sem data definida. Ele tem 81 anos.

A notícia gerou intensa movimentação e confusão nos bastidores da emissora.

No SBT, Franco apresentou os programas "A Mulher é um Show" em 1986, em sua primeira passagem, e o "Concurso de Paródias" em 1997. No mesmo ano, atuou no seriado "Ô Coitado", que perdurou até 1999.

Em 2001, escreveu e protagonizou ao lado de Ronald Golias a série "Meu Cunhado", que foi engavetada e levada ao ar somente em 2004. Estava somente em "A Praça é Nossa" desde 2005.

Além de Moacyr, o Estadão noticiou que o humorista Paulo Pioli, do bordão "êta fuminho bom", também deixa o humorístico.