Raul Gil é criticado por piadinhas racistas contra orientais em seu programa no SBT

Reprodução

Publicado em 20/07/2017 às 15:35:21 , atualizado em 20/07/2017 às 15:44:07

Por: Fabrício Falcheti

Raul Gil está sendo alvo de críticas no Brasil e fora dele por conta de piadas consideradas racistas, que fez com orientais em seu programa do último sábado (15), no SBT.

Primeiro, o apresentador recebeu um grupo infantil formado por descendentes de asiáticos e brincou imitando um sotaque japonês, além de dizer que eles precisavam "abrir o olho".

Em outro momento, o programa deu espaço para a banda sul-coreana Kard, que também foi recebida com piadinhas de Raul Gil, querendo saber se todos os integrantes eram parentes e perguntando à tradutora do grupo se ela sabia falar português.

Os descendentes de orientais no Brasil não gostaram das piadinhas. O canal Yo Ban Boo, que representa a etnia no YouTube, publicou trechos da atração e criticou: “Essas crianças são brasileiras e você está as tratando como se fossem tão estrangeiras quanto esse grupo. Percebe como isso é um preconceito do c*, como você está perpetuando o fantasma do eterno estrangeiro que acompanha asiáticos brasileiros que já estão aqui há gerações? Percebe a xenofobia nas suas piadinhas?”.

A imprensa internacional também noticiou o caso e o site da emissora foi alvo de fãs de k-pop de todo o mundo, que enviaram comentários lamentando a forma como o grupo foi tratado no palco.

Procurado pelo NaTelinha, o diretor do programa e filho do apresentador, Raul Gil Jr., disse que as críticas são decorrentes de um mundo "politicamente correto" demais, mas pediu desculpas para quem tenha se sentido ofendido e defendeu o pai.

"Ele é divertido, alegre, espontâneo. No programa sempre teve brincadeira sadia com tudo mundo e ele sempre respeitou todo mundo. Raul Gil tem carinho por todas as raças, credos e religiões e o programa é extremamente democrático", sintetizou.



publicidade

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!