Reportar erro
Crise

Governo da Venezuela é acusado de cortar sinal de TV espanhola

Antena 3 cobria as manifestações contra o presidente Nicolás Maduro

antena3-venezuela-cortedesinal_34126d0e6b751b7139aa2421aa862d6919377c74.jpeg
Reprodução
Eduardo Rangel, com Martina Gúzmann/Espanha

Publicado em 21/04/2017 às 18:43:41

Os executivos de uma das principais emissoras de TV aberta da Espanha afirmam que o governo da Venezuela cortou o seu sinal internacional no país.

O corte ocorreu nesta quinta-feira (20), quando a Antena 3 exibia o o programa “Venezuela ao Limite”, onde mostrava as manifestações ao vivo contra o governo de Nicolás Maduro, com links em diversas partes do país.

A Antena 3 só ficou sabendo da interrupção de seu sinal quando diversos venezuelanos que assistiam às manifestações pelo canal internacional se depararam com uma tela preta.

Questionados se houve alguma falha técnica na emissão do sinal da Espanha para a Venezuela, técnicos da Antena 3 disseram que não, já que o sinal da emissora fica empacotado no satélite junto com outros canais internacionais europeus. Ou seja, se houvesse algum problema, todos caíram, e não apenas o espanhol, como aconteceu.

Depois do fim do programa “Venezuela ao Limite”, entrou no ar “Espelho Público”, retornando imediatamente o sinal da Antena 3 Internacional no país latino.

Assim que voltou, a apresentadora do “Espelho Público” disse: “O Governo de Maduro acaba de falar que não cortou o sinal desta emissora. Foi a emissão do programa 'Venezuela Ao Limite' que provocou essa decisão do governo de Maduro. Ou seja, a pouca liberdade de expressão de um governo que quer calar as nossas bocas”.

Esta não é a primeira acusação de corte de sinal de uma emissora pelo governo da Venezuela. Recentemente, o canal de notícias CNN foi cortado de todas as TVs por assinatura no país durante a exibição de reportagens que falavam sobre os protestos.