Murilo Benício diz: "prefiro escolher um projeto que me ofereça diferença"

Ator está no ar em "Nada Será Como Antes"

Divulgação/TV Globo

Publicado em 01/11/2016 às 20:16:36

Por: Redação NT

No ar como o visionário Saulo e dono da primeira emissora de televisão do país em "Nada Será Como Antes", Murilo Benício falou sobre o período em que esteve afastado da TV e o carinho do público, em entrevista ao jornal Extra.

"Neste ano, eu percebi que as pessoas realmente têm saudade de me ver na TV. Fiquei esse período fora e muita gente me perguntava. Isso é muito gostoso. Foi bom sair um pouco para ter esse termômetro. Antes, eu estava o tempo inteiro fazendo alguma coisa e não podia perceber esse carinho", diz ele, que teve como trabalho anterior a novela "Geração Brasil", em 2014.

Na minissérie, que vai ao ar nas noites de terça-feira na Globo, Murilo contracena com a namorada pela primeira vez, Débora Falabella. "Eu falei que só voltaria a trabalhar se fosse com ela", brinca ele.

No período em que ficou afastado da TV, Benício dirigiu o filme "O Beijo no Asfato", inspirado na obra de Nelson Rodrigos, que também conta com sua amada no elenco e tem previsão de lançamento para 2017. Tanto a minissérie quanto o longa trazem novas experiências na sua carreira.

"Agora, prefiro escolher um projeto que me ofereça alguma diferença. Às vezes, priorizo estar numa obra que seja menos vista, mas que represente um andar a mais. É melhor do que repetir uma coisa que já fiz, que tem uma receita de sucesso... O ator tem que alimentar a alma, ir para o novo. Senão, a gente fica estagnado e pode perder a vontade de estar na profissão. É importante se mexer um pouco para entender o que nos inspira. Tenho que estar atento ao que me move", branda.

Antes de "Nada Será Como Antes" e "Geração Brasil", Murilo Benício também fez a minissérie "Amores Roubados" e o fenômeno de audiência "Avenida Brasil", quando viveu o protagonista Tufão.

Também se destacou em "Ti Ti Ti" (2010), "Força-Tarefa" (2009-2011), "A Favorita" (2008), "Pé na Jaca" (2006), "América (2005), "Chocolate com Pimenta" (2003) e "O Clone" (2001), entre tantas outras produções da Globo, onde começou em 1993, em "Fera Ferida".



COMENTÁRIOS