Reportar erro
Notícias

Choros ao vivo e euforia na TV: o primeiro ouro do Brasil na Olimpíada

Choros ao vivo e euforia na TV: o primeiro ouro do Brasil na Olimpíada
Reprodução

Sem autor

Publicado em 08/08/2016 às 17:40:30

Em 2012, Rafaela Silva foi chamada de "macaca", "mulamba", "favelada" e outros adjetivos nas redes sociais por ter perdido a chance de ganhar medalhas no judô na Olimpíada de Londres.

Agora em 2016, ela deu a volta por cima. Passou pelos preconceitos e batalhas e ganhou a medalha de ouro contra a atleta da Mongólia na tarde desta segunda-feira (8).

O primeiro ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos, claro, foi mostrado por todos os sete canais que possuem os direitos das Olimpíadas.

Na Globo, Cléber Machado entrou durante a transmissão da Ginástica Olímpica. Empolgado, contou os segundos para o fim da luta, fazendo até uma contagem regressiva.

Na Record e na Band, Marcos Leandro e Ivan Bruno narraram a conquista, mas de forma mais contida e fria, quase que protocolar o ouro, se comparado com Cléber Machado.  

Já TV por assinatura, dois narradores nitidamente ficaram emocionados. Sérgio Mauricio, do SporTV, que já havia chorado ao narrar um ouro no judô em 2012, voltou a se emocionar. "Não tem condição, foi emocionante", disse ele.

Na ESPN, Dudu Monsanto misturou empolgação com choro. "A menina da Cidade de Deus ganhou o ouro", bradou.

Fox Sports foi com Éder Reis, seu titular para competição de lutas. Já o Band Sports estava com o narrador e apresentador Celso Miranda.

Mais Notícias