Há 30 anos, "TV Mulher" terminava na Globo após ser freguês do Bozo

Fotos: Divulgação

Publicado em 27/06/2016 às 16:35:59

Por: Sem autor

Talvez o precursor dos programas femininos como nós conhecemos na TV, o "TV Mulher" tinha sua última edição exibida na Globo há 30 anos, em 27 de junho de 1986.

A decisão já estava sacramentada desde o início de junho, depois de uma série de derrotas para Bozo, do SBT. Em 1985, segundo os arquivos do Jornal do Brasil, o programa do palhaço chegava a ter 32% do número de televisores ligados em São Paulo, contra apenas 18% da Globo e 9% da Manchete.

No primeiro semestre, a coisa piorou: Bozo chegou a 33% contra 17% da Globo e 13% da Manchete, que começava a ameaçar também com desenhos - no Rio de Janeiro, ela era a líder nas manhãs, ficando com até 24% do público no horário.

O programa já vinha tendo algumas reformulações, e em 1986, tinha como apresentadores César Filho - hoje no "Hoje em Dia", da Record - e Amália Rocha. A direção havia mudado e a duração já tinha sido bem reduzida. Em 1984, por exemplo, o "TV Mulher" ia das 8h às 13h. Em 1985, passou para apenas uma hora e meia: das 8h às 9h30.

Alguns dos quadros fixos, até então diários, passaram a ter duas ou três apresentações semanais, como Sexo, apresentado por Marta Suplicy, Comportamento, de Eduardo Mascarenhas, e Direito da Mulher, com Zulaiê Cobra Ribeiro. Mesmo assim, o programa não rendia mais como rendeu em 1980, quando tinha Marília Gabriela e Ney Gonçalves Dias no comando.

Alguns meses antes, a Globo já havia anunciado que a apresentadora Xuxa Meneghel, que fazia sucesso na Manchete, chegaria para suprir a lacuna de programação infantil da casa. E assim foi feito: em 30 de junho de 1986, estreava o programa "Xou da Xuxa". Mas o que aconteceu a partir daí é assunto para uma próxima matéria.

Agora em 2016, 30 anos depois, o "TV Mulher" retornou com 10 episódios inéditos no canal Viva sob apresentação de Marília Gabriela, justamente para marcar a data.



TAGS:

COMENTÁRIOS