Reportar erro
Notícias

"Nunca tive uma carreira de ator relevante na TV", diz Pedro Cardoso

Ator participa do programa "The Noite" nesta quinta, no SBT

thenoite-pedrocardoso-16062016 (2).jpg
Fotos: Lourival Ribeiro/SBT
Fabrício Falcheti

Publicado em 16/06/2016 às 18:59:20

Danilo Gentili recebe o ator Pedro Cardoso no "The Noite" desta quinta-feira (16).

Na entrevista, ele fala sobre sua carreira, relembra o seu personagem mais marcante na televisão, o Agostinho de "A Grande Família", e fala sobre suas duas peças atualmente em cartaz, "O Homem Primitivo" e "O Auto Falante". "Não costumo comemorar quando a crítica gosta, porque não quero depois lamentar quando desgosta", diz sobre a boa repercussão da primeira.

Pedro Cardoso comenta os famosos problemas que tem com os paparazzi. "Eu tenho mais problemas com paparazzi do que com fãs. Eu saio correndo atrás, taco pedra, fico completamente fora de mim. Acho um abuso, uma falta de respeito. Eu já processei uns 15. Não ganhei nenhum. O juiz fala que pessoa pública não tem vida particular. Se fosse ele, ele iria querer ter a vida particular dele", bradou.

Sobre a série que durou mais de 13 anos na Globo, o ator fala: "Me chamam muito de Agostinho e me chamam de um jeito engraçado, porque eles falam 'Seu Agostinho'. Eu não me incomodo, as pessoas falam com tanto amor. 'A Grande Família' passava para 60 milhões de pessoas. Eu vou ter que fazer muito teatro para chegar lá".

Sobre sua carreira, disse que teve pouca oportunidade na televisão e revelou: "O Agostinho eu pedi para fazer. Nunca tive uma carreira de ator relevante na televisão". "Escrevi uns 15 anos como roteirista, só depois consegui atuar. Dá dinheiro ser ator, roteirista não faz publicidade", completou.

Pedro Cardoso também comentou sobre o negócio de atuação: "A gente eventualmente ganha bem, é verdade. Tem muito dinheiro nesse negócio. De vez em quando ele passa pela sua mão e você pega algum. Mas não conheço um ator milionário. Vejo ator de 70 anos que tem que trabalhar".
 
E bradou: "O artista não é uma pessoa livre. Sobre o artista pesa a mesma opressão que pesa em qualquer regime de trabalho".

O "The Noite" vai ao ar nesta quinta a partir da 00h15, logo após "A Praça é Nossa", no SBT.