Reportar erro
Notícias

Incógnita e disputa pesada por título devem pautar Carnaval do Rio

NaTelinha conversou com especialista sobre os desfiles do Rio de Janeiro

07c43d9e180cb6b1310d3a1b334ff04c.jpg
Redação NT

Publicado em 04/02/2016 às 21:02:39

Com o mais tradicional Carnaval do Brasil, o Rio de Janeiro viverá já a partir desta sexta-feira (5) sua apoteose: os desfiles da escola de samba, que mexem com a imaginação de comunidades e da população.

Nesta sexta e sábado (6), o chamado Grupo A - que é como se fosse a segunda divisão da Liga de Escolas de Samba - começará os trabalhos. Já no domingo (7) e segunda (8), o Grupo Especial entra na Sapucaí. Para entender melhor estas expectativas, o NaTelinha entrevistou um especialista: Alex Cardoso, apresentador do programa "Bar Apoteose", que debate toda a semana sobre as tendências do Carnaval do Rio.

Para Alex, três escolas despontam como favoritas a vencer no Rio de Janeiro: "Salgueiro, Tijuca e Imperatriz despontam como grandes favoritas. A primeira encantou a todos no pré-Carnaval com seu malandro batuqueiro. Curioso é que os próprios torcedores da Escola não estão sabendo lidar muito bem com esse favoritismo. Fazem questão de deixar claro que não se sentem assim. A segunda, sempre muito organizada, vem com um tema 'agro' falando bastante do homem do campo com a cidade de Sorriso como cenário. Tema que podemos considerar a nova tendência na moda carnavalesca carioca. A terceira vem com um enredo popular e que passou da fase de ser criticada pela escolha, muitas vezes críticas preconceituosas, e agora vive um caso de amor com o folião carioca muito em função ao delicioso samba de Zé Katimba e cia".

Porém, Alex não deixa de destacar que duas agremiações tradicionais correm sim por fora, e continuam com chances reais de adquirir o título: "Beija-Flor e Portela correm por fora e também devem chegar para disputar o título".

O jornalista ressalta ainda que a disputa é grande e uma zebra pode rolar: "Difícil afirmar se as notas confirmarão essa expectativa, ou até mesmo a diferença de pontuação entre as agremiações, mas devemos ter um dos anos mais equilibrados da história, nos dois principais grupos. A noite de segunda-feira, por exemplo, tem um número de Escolas favoritas que chama atenção. Até a alta expectativa em cima da São Clemente é algo inédito por aqui".

Ele também comenta sobre o rebaixamento para o Grupo A, que deve ficar entre duas escolas. Lembrando sempre que, na Liga de Escolas de Samba do Rio, apenas uma cai de divisão: "Lá em baixo a briga deve ficar mais uma vez com a Escola que retorna ao grupo, a Estácio de Sá, e a União da Ilha do Governador que apostou em um tema olímpico com a promessa de uma verba que não apareceu como esperado. Em um ano de crise para todas as Escolas, essa diferença pode pesar".

Sobre o Grupo A, Alex prevê uma disputa equilibrada, com quatro agremiações disputando o título - e consequentemente, a ida para o tão esperado Grupo Especial: "A disputa para integrar o Grupo Especial em 2017 mantém o mesmo nível de equilíbrio. Viradouro, que tem o que muitos consideram o samba do ano, Império Serrano, Unidos de Padre Miguel e Paraíso do Tuiuti integram as postulantes ao título da Série A".

Já no rebaixamento para o Grupo B, a terceira divisão, o jornalista aponta para a Caprichosos de Pilares, por conta de um tema nada bem aceito: "Caprichosos, com uma homenagem bizarra ao sérvio Petkovic que também não rendeu o dinheiro esperado, Rocinha e Alegria da Zona Sul devem lutar pela permanência no grupo".

A transmissão do Grupo A do Carnaval carioca será feita pela Globo Rio, com locução de Alex Escobar e Mariana Gross - o evento, logicamente, só irá ao ar no Rio de Janeiro - logo após o "BBB16", já nesta sexta.

E o Grupo Especial será transmitido para todo o Brasil e terá Fátima Bernardes e Luís Roberto na apresentação. No domingo, irá ao ar após o "Fantástico". Na segunda, depois de "A Regra do Jogo".

TAGS: