Reportar erro
Notícias

"Saturday Night Live" completa 40 anos no ar; veja momentos marcantes

Entrava no ar na emissora americana NBC

saturdaynightlive.jpg
Divulgação
Redação NT

Publicado em 11/10/2015 às 20:30:22,
atualizado em 13/05/2021 às 10:49:40

 

No dia 11 de outubro de 1975, entrava no ar na emissora americana NBC, o programa humorístico "Saturday Night Live", considerado o principal programa de humor da TV mundial.

A atração gira em torno de uma série de esquetes parodiando a cultura e a política americana, realizada por um grande e variado elenco a cada semana. Cada episódio é apresentado por uma celebridade convidada que atua no monólogo de abertura e participa de cenas com o elenco, contando com um convidado musical que toca cerca de duas a três músicas ao vivo.

O "SNL" normalmente começa com um teaser que termina com um ator saindo do personagem e proclamando: "Live from New York, it's Saturday Night Live!", abrindo o programa na sequência com sua vinheta.

Ao longo de suas quatro décadas no ar, o "Saturday Night Live" recebeu uma série de prêmios, incluindo 21 Prêmios Emmy, um prêmio Peabody e três Writers Guild of America Award. Em 2000, foi empossado na National Association of Broadcasters Hall of Fame. Foi classificado em décimo lugar na TV Guide no ranking dos "50 Grandes Shows de TV de Todos os Tempos".

Em 2007, o programa foi listado pela revista Time como um dos "100 maiores shows de TV de todos os tempos". Em 2009, recebeu 13 indicações ao Emmy trazendo o programa um total de 126, dando-lhe as maiores indicações ao Emmy na história da televisão até hoje.

Lançou para o estrelato vários grandes humoristas, hoje conhecidos mundialmente, como Chevy Chase, Gilda Radner, Garrett Morris, Bill Murray, Eddie Murphy, Julia Louis-Dreyfuss, James Belushi, Billy Crystal, Joan Cusack, Robert Downey Jr., Damon Wayans, Phil Hartman, Rob Schneider, Chris Farley, David Spade, Adam Sandler, Will Ferrell, Jimmy Fallon e Tina Fey. Hoje, o "SNL" conta com nomes renomados do humor, como Seth Meyers e Kenan Thompson.

O aspecto ao vivo da atração resultou em diversas controvérsias e atos de censura, com erros e atos intencionais de sabotagem por artistas e convidados. No Brasil, foi exibido pelo Multishow em seus primórdios nos anos 90, mas ganhou popularidade mesmo quando o canal Sony começou a exibi-lo em 1999, sendo mostrado até hoje.

Vale lembrar que em 2012 teve uma versão nacional, feito por Rafinha Bastos para a RedeTV!, mas não deu certo e logo foi cancelado.



Veja três momentos importantes da história do "Saturday Night Live":

1- "What is Love" com Jim Carrey e Will Ferrell


Em 1995, Jim Carrey foi convidado pelo "SNL" e, juntamente com Will Ferrell, protagonizou uma das esquetes mais lembradas até hoje: "What is Love", que é considerado um dos primeiros vídeos virais da história da internet, já que era bastante compartilhado antes mesmo do surgimento do YouTube. O próprio Jim Carrey admite que esta é a esquete mais engraçada que já fez na carreira até hoje:

2- O protesto polêmico de Sinead O'Connor

Em 3 de outubro de 1992, a cantora Sinead O'Connor foi a convidada musical do "Saturday Night Live". Ela faria uma versão à capela da música "War", seu sucesso na época. Nos ensaios, O'Connor levantou uma foto de uma criança na Iugoslávia como um protesto para o abuso de crianças na guerra Civil do país antes de se curvar e deixar o palco. O diretor do episódio, Dave Wilson, descreveu aquele como um "momento muito sensível" e permitiu que o protesto fosse ao ar.

No entanto, durante o show ao vivo, O'Connor alterou um trecho lírico de "War", que dizia "lutar contra a injustiça racial", para "combater o abuso de crianças" como um protesto contra os casos de abuso sexual na Igreja Católica. Ela apresentou uma foto do Papa João Paulo II e, ao cantar a palavra "mal", rasgou a imagem em pedaços. No final da apresentação, ela disse: "Combata o inimigo real". O fato gerou controvérsias até hoje e muitos dizem que a carreira de Sinead acabou depois do que houve.

3- "Like a Boss" e o sucesso do The Lonely Island

O último grande hit recente do "SNL" acabou sendo originária de um grupo de música. O "The Lonely Island", grupo de rap formado por Akiva Schaffer, Jorma Taccone e Andy Samberg, foi descoberto pelo produtor-executivo do "SNL", Lorne Michaels.

No programa, o primeiro grande hit foi "Lazy Sunday", que os tornaram conhecidos. Mas nada se comparado a "Like a Boss", de 2009, que viralizou de uma forma impressionante na internet. Bordão até hoje no Twitter, "Like a Boss" fez o "TLI" virar sucesso mundial logo no seu primeiro disco.