Globo 50 anos: Primeira correspondente relembra histórias e curiosidades

CIdinha Campos se arrepende de briga com Armando Nogueira

Foto: NaTelinha

Publicado em 10/04/2015 às 09:30:35

Por: Redação NT

Neste mês de abril, a Globo completa 50 anos de existência.

Por isso, o NaTelinha prepara uma série de reportagens que irão retomar os principais momentos da emissora ao longo destes 50 anos.

A TV NaTelinha também participa dos especiais e foi conversar com Cidinha Campos, a primeira correspondente internacional da Globo, onde fazia matérias para o "Fantástico" e era o pico de audiência do programa entre 1973 e 1974.

Neste bate-papo, a jornalista, radialista e política (foi deputada durante muitos anos), que também trabalhou na TV Tupi, Record, Manchete e Band, relembra momentos marcantes que viveu na Globo.

Cidinha contou que quase não parava na sede, por viajar muito e sempre em primeira classe e hotéis cinco estrelas. Mas quando estava por lá, recebia flores do dono Roberto Marinho e sempre era muito bem tratada por José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni. Ela confessou que "rolava um ciuminho na época" por conta disso.

Em outro ponto da entrevista, Cidinha relembrou o momento de uma grande discussão que teve com Armando Nogueira, diretor de jornalismo na época. O motivo: durante uma gravação no Equador, ela usou uma concordância gramatical equivocada e regravou, porém o editor usou a citação errada e ela foi para o ar.


Armando Nogueira tentou minimizar o fato, mas a jornalista não gostou. "Eu quis matar o Armando Nogueira. Era uma coisa tão importante pra mim e tão sem importância pra ele", comentou. Diante da pesada discussão e gritarias na redação, Cidinha Campos acabou demitida da Globo. "Foi uma bobagem que eu fiz", analisa agora.

Sobre o "Fantástico" nos dias de hoje, a ex-repórter opina: "Ele não tem atrativos pra te prender e também está desgastado pelo tempo".

Cidinha Campos está longe da TV desde 2012, após dois anos comandando o programa "Cidinha Livre" na Band Rio. Agora, ela acredita que não voltará mais: "Hoje não volto. Acho que não tem espaço pra mim".

Ainda no bate-papo, Cidinha contou outras histórias e rasgou elogios ao jornalismo da Globo.

Confira:

[video]



COMENTÁRIOS