Notícias

MPT acata pedido e Sindicato vai negociar demissões na TV Bahia/Globo


e3d90d3d491cd7155c20cf97550c605f.jpg
Divulgação

As demissões de 37 profissionais na TV Bahia, afiliada da Globo no estado, ainda continuam repercutindo, devido à tentativa do Sindicado dos Jornalistas da Bahia de rever os desligamentos em massa.

Nesta quarta-feira (4), o Ministério Público do Trabalho da Bahia (MPT-BA) acatou o pedido do Sindicato para intervir nas demissões que aconteceram na última segunda (02).

Segundo o documento, assinado pelo procurador-chefe do MPT, Alberto Bastos Balazeiro, a preocupação da entidade é totalmente procedente, uma vez que a empresa não informou, nem aos demitidos e muito menos aos Sindicato, os motivos que levaram ao corte.

O Sindjor destaca no ofício enviado que vários jornalistas tinham apenas a Rede Bahia como fonte de renda, e que vários profissionais foram prejudicados: "Alguns dos jornalistas demitidos tinham a renda percebida em seus empregos como única fonte de manutenção de si mesmo e de seus familiares, o que, diante de um mercado instável e de baixos salários verificado no estado da Bahia, aumenta as incertezas desses profissionais diante do futuro".

Até o momento, mesmo procurada, a Rede Bahia diz que não comentará o assunto das demissões.