Silas Malafaia critica decisão do SBT de vetar opiniões de Sheherazade

Divulgação/SBT

Publicado em 15/04/2014 às 16:09:41

Por: Sem autor

A decisão do SBT de proibir as opiniões dos âncoras do jornal "SBT Brasil", Joseval Peixoto e Rachel Sheherazade, tem criado muita polêmica nas redes sociais.

No Twitter, a maioria das pessoas tem ficado ao lado da jornalista paraibana, criticando a decisão da emissora, que teria sido tomada depois do Governo Federal ter ameaçado tirar anunciantes estatais do canal. Especula-se que o governo gaste cerca de 150 milhões de reais com publicidade na rede de Silvio Santos.

A repercussão está sendo tão grande, que internautas estão subindo no microblog a hashtag "#falashererazade", em apoio à Rachel.

Um dos mais revoltados é o Pastor Silas Malafaia. Em seu site oficial, o religioso criticou fortemente a atitude da direção do SBT e do governo.

"Que vergonha! Que ridículo! O SBT ceder às pressões de partidos, tais como PSOL, PC do B e do PT. Partidos esses, que idolatram Fidel Castro, o governo da Venezuela e suas ideologias baseadas em Marx. Na verdade, de democráticos eles não tem nada. Usam a democracia para se estabelecerem, mas querem calar qualquer que tenha a liberdade de se expressar. A DEMOCRACIA DO BRASIL CORRE GRANDE PERIGO! Uma jornalista, na maior cara de pau, é silenciada. Liberdade de expressão para todo mundo falar a mesma coisa é ditadura da opinião. Sabe qual é a verdade que está por detrás dessa questão? É que o SBT recebe milhões de verbas publicitárias do governo, e ter uma jornalista independente é um perigo! Imagine Sheherazade agora falando da roubalheira da Petrobras. É o governo silenciando a jornalista! SBT, que vergonha!", escreveu.


Até o momento, a assessoria do governo ainda não se pronunciou sobre as acusações. Já o SBT disse, em comunicado no fim da tarde desta segunda (14), que a medida foi para proteger os âncoras, depois de todo o clima criado entre os recentes acontecimentos.



COMENTÁRIOS