Reportar
erro
Notícias

Processado por plágio, Tom Cruise poderá ter que desembolsar US$ 1 bi


fb2faf0767c26b3f8a7766c9c0ae5530.jpg
Divulgação
Por Taty Bruzzi

Publicado em 05/02/2014 às 09:02:57

Astro de “Missão Impossível”, Tom Cruise está sendo acusado de plágio. De acordo com o roteirista Timonthy Patrick McLanahan, foi ele quem teve a ideia para o longa “Missão Impossível: Protocolo Fantasma”, lançado em 2011, e que teria arrecadado, até agora, mais de 600 milhões de dólares em todo o mundo.

As informações são do site americano “RadarOnline”, que conseguiu alguns documentos do processo. Segundo o veículo, o roteirista escreveu o longa “Head On” em 1998, chegando a receber o certificado de proteção aos direitos autorais após apresentar a obra para the U.S. Copyright Office.

Na ocasião, McLanahan enviou os scripts para a agência William Morris, que repassou para a agência CAA sem autorização. A obra não gerou interesse na época.

Entretanto, ao assistir “Missão Impossível: Protocolo Fantasma”, em 2011, o escritor percebeu a semelhança com o roteiro de “Head On”.

“Imediatamente reconheci que os scripts do filme tinham sido escritos de forma ilegal e produzido a partir dos direitos autorais de ‘Head On’”, disse. Então, McLanahan entrou com uma ação contra o ator e os produtores.

O valor de 1 bilhão de dólares é baseado na venda de bilheteria e DVDs do filme, desde o seu lançamento.