Reportar erro
Notícias

Após vários convites, Jô entrevista o cantor Roberto Carlos

img20110915135827.jpg
Foto: TV GLOBO / Zé Paulo Cardeal
Redação NT

Publicado em 15/09/2011 às 17:36:02

Há mais de dez anos, Jô Soares vinha tentando agendar uma entrevista com o cantor Roberto Carlos. Finalmente, o Rei atendeu ao convite.

A gravação aconteceu na última quarta (14). Ele será o único entrevistado do "Programa do Jô", alternando a conversa com a apresentação de alguns de seus maiores sucessos.

Foi ao som de “Emoções” que Roberto Carlos entrou no palco da atração.

Além de cantar músicas marcantes de sua carreira, ele contou histórias, revelou particularidades de sua vida e descreveu algumas de suas manias e superstições durante os quatro blocos do programa.

O cantor começou a entrevista recordando o início de sua carreira. “Aos nove anos cantei pela primeira vez em um programa de rádio, ainda em Cachoeira do Itapemirim, e foi quando decidi ser cantor. Cheguei para minha mãe e disse que não seria mais médico. Ela tomou um susto. E tudo aconteceu tão rápido que aos 17 anos, já tinha emancipação para poder cantar em clubes do Rio de Janeiro”, contou.

Roberto Carlos também falou da coleção de carros que possui: “Sou muito apegado ao que tenho. Como alguns carros antigos que adoro. Vou comprando e depois não tenho coragem de abandonar”. Aproveitando o assunto, Jô Soares aconselhou o amigo a se “desapegar” de sua moto e vendê-la por considerar o hobby muito perigoso. “Só de vez em quando ando de moto, mas estou pensando em vendê-la. Quer comprar?”, brincou.

No segundo bloco, o cantor relembrou sua carreira internacional e contou um episódio que aconteceu em Miami. Seu carro passou por cima de um sapo em uma estrada e com dó do animal, ele resolveu voltar ao local para retirá-lo do meio da pista. “O problema é que parei em frente a um banco. Assim que eu e um amigo começamos a ‘salvar’ o sapo, duas viaturas de polícia chegaram perguntando o que estávamos fazendo e nos mandaram ir para o hotel. Com certeza acharam tudo muito estranho”, disse aos risos.

Em relação aos seus cuidados com sua aparência, Roberto divertiu-se ao falar de seus cabelos lisos: “Depois da escova progressiva, estou tentando esquecer as toucas. Agora o meu cabelo é liso”.

O cantor também contou a emoção de se apresentar em Jerusalém. “Tudo foi especial e fiquei muito impressionado ao visitar o local onde foi encontrada a cruz de Jesus”, disse.

Aproveitando o assunto, Roberto Carlos contou que desta vez não lançará CD com inéditas. Em vez disso, transformará o show "Emoções em Jerusalém" em CD, DVD, Blu-ray e 3D.

Jô também perguntou a Roberto quais músicas ele costuma ouvir em seu carro ou em sua casa, e o cantor entusiasmou-se: “Escuto as músicas de sucesso. Gosto de ouvir as rádios para saber o que está tocando no momento. Eu aprendo com isso. Ouvir novos cantores enrique meu trabalho”.

Ele ainda confessou que antes de lançar um CD, ouve suas músicas por até oito meses. “Depois do lançamento paro de ouvir, pois sei que vou encontrar várias alterações e terei de voltar ao estúdio de gravação”, disse.

Roberto Carlos também contou que não é contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo. "Acho que todo ser humano tem direito à felicidade. Desde que essa felicidade não cause a infelicidade do outro. Se um gay se casa com outro, a mim não me causa problema nenhum. Então, por que ser contra uma coisa que significa felicidade pra eles?", apontou.

Para terminar o programa, Jô Soares surpreendeu o cantor dando-lhe um botão de rosa: “Roberto, desta vez vamos fazer diferente. Eu que vou te dar uma rosa”.

O Rei terminou a sua participação no programa com a música “Jesus Cristo”. Durante a gravação, ele também fez uma versão acústica de “Detalhes” e interpretou as canções “Sentado à Beira do Caminho”, “Café da Manhã”, “Estrada de Santos”, e “Olha”. 

A participação de Roberto Carlos vai ao ar no "Programa do Jô" desta sexta (16), na Globo.