Notícias

Aguinaldo Silva critica o diretor Daniel Filho; Roque Santeiro pode virar microssérie


O novelista Aguinaldo Silva criticou o diretor Daniel Filho por tentar modificar a base do roteiro de “Roque Santeiro”, escrito por ele, para os cinemas. “Ele não queria homenageá-la com um filme, mas sim, descontruí-la – fazer sua própria versão da história, mudando-a radicalmente a ponto de transformar o falso santo padroeiro de Asa Branca num negro”, diz Aguinaldo se referindo ao personagem Roque Santeiro, que seria interpretado nas telonas pelo ator Lázaro Ramos.



 


Após desentendimento durante elaboração de roteiro do longa,
Aguinaldo Silva critica Daniel Filho
Divulgação/TV Globo
 

 
 

Irritado com as modificações que seriam impostas por Daniel Filho no longa, Aguinaldo Silva acabou desistindo do projeto. “Por isso, após duas versões com as quais ele não concordou, eu o avisei por telefone de que estava tirando de suas mãos o meu roteiro”.


Aguinaldo ainda aproveitou o espaço para relembrar opiniões de Daniel Filho que o desagradaram no passado, como as críticas feitas à novela “Vale Tudo”, um dos maiores sucessos dos anos 80. “Tivemos momentos de grande tensão. Por exemplo, no começo de “Vale Tudo”, cuja sinopse ele achou ‘uma candidata ao fracasso’, a ponto de lutar até o fim pra que não fosse produzida. Enganou-se, é claro; mas nunca reconheceu isso”, lamenta.


Apesar do projeto do longa ter sido deixado de lado, “Roque Santeiro” deverá ganhar uma nova versão, novamente para a TV. “Já estou em negociações com um editor, pois pretendo publicar meu texto em grande estilo, não em forma de roteiro pra filme, mas de microssérie, dividido em quatro capítulos”, anuncia.

Mais Notícias