Reportar erro
Notícias

Manhattan Connection comenta os filmes violentos indicados ao Oscar 2008

Redação NT

Publicado em 15/02/2008 às 12:18:21

O “Manhattan Connection” deste domingo, dia 17, às 23h no GNT, começa falando sobre os superdelegados, cargo poderoso na política norte-americana. Entre os democratas, eles são 796 e incluem caciques partidários, congressistas, governadores e figuras ilustres como o marido de Hillary Clinton. Eles podem votar em quem quiser, independente das decisões das primárias em seus estados.

Em seguida, os apresentadores falam sobre o império Tata, um conglomerado indiano fundado no século 19, que hoje tem à frente o empresário Ratan Tata. Eles são industriais pioneiros: criaram a primeira siderúrgica, a primeira companhia de eletricidade em Bombaim e a primeira empresa aérea indiana. Atualmente, somam 98 empresas, com receitas anuais de 30 bilhões de dólares.

O programa também discute a quantidade de filmes violentos que estão indicados ao Oscar 2008. Os economistas Gordon Dahl e Sefano Della Vigna estudaram a conexão entre filmes e violentos e homicídios. O resultado do estudo revela que quando os jovens estão nos cinemas assistindo às mortes de mentira, as ruas ficam mais seguras. As mortes caem no fim de semana de estréia de filmes violentos e o efeito também é sentido também na segunda e terça-feira.

E para terminar, o programa comenta o filme “The Band’s Visit”, o primeiro do diretor israelense Eran Kolirin. A trama retrata a história de uma banda egípcia que se perde durante uma visita em Israel. O filme é um hino à possibilidade de humanidade no Oriente Médio.