Babenco

Documentário sobre Hector Babenco dirigido por Bárbara paz ganha prêmio em Veneza

"Eu já vivi minha morte, agora só falta fazer um filme sobre ela", disse o cineasta antes de falecer

Documentário sobre Hector Babenco dirigido por Bárbara paz ganha prêmio em Veneza
Fotos: Divulgação

Publicado em 07/09/2019 às 22:45:37

Por: Redação NT

Documentário dirigido por Bárbara Paz sobre o marido Hector Babenco, falecido em 2016, "BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou" conquistou o prêmio de Melhor Documentário na Mostra Venice Classics no 76º Festival Internacional de Cinema de Veneza.

O filme é produzido por Bárbara Paz, Myra Babenco e os irmãos Caio Gullane e Fabiano Gullane. O documentário é uma produção da HB Filmes, em coprodução com Gullane e Ava Filmes, Lusco Fusco, Globo Filmes, GloboNews e Canal Brasil.

O longa também conquistou na última sexta-feira (06) o Bisato D'Oro 2019 (Prêmio Paralelo ao 76º Festival Internacional de Cinema de Veneza dado pela crítica Independente).

O documentário traça um paralelo entre a arte e a doença de Babenco. O filme revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre vigor intelectual e a fragilidade física que marcou sua vida.

Confira a sinopse:

"Eu já vivi minha morte, agora só falta fazer um filme sobre ela", disse o cineasta Hector Babenco a Bárbara Paz, ao perceber que não lhe restava muito tempo de vida. Ela aceitou a missão e realizou o último desejo do companheiro: ser protagonista de sua própria morte.

Nesta imersão amorosa na vida do cineasta, ele se desnuda, consciente, em situações íntimas e dolorosas. Revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre vigor intelectual e fragilidade física que marcou sua vida.

Do primeiro câncer, aos 38 anos, até a morte, aos 70, Babenco fez do cinema remédio e alimento para continuar vivendo. "Tell me when I die" é o primeiro filme de Bárbara Paz mas, também, de certa forma, a última obra de Hector - um filme sobre filmar para não morrer jamais.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!