Produtores de “Mulher Maravilha 2” ainda procuram atriz para viver à vilã Mulher-Leopardo

Divulgação

Publicado em 01/03/2018 às 11:21:38

Por: Taty Bruzzi

Em fase de pré-produção, “Mulher-Maravilha 2” ainda não tem uma atriz para o papel da vilã Mulher Leopardo. De acordo com o “The Wrap”, o primeiro nome pensado teria sido o de Emma Stone (“La La Land”).

Entretanto, na última segunda-feira (26), segundo o “That Hastag” a atriz recusou o convite. Agora, informações do “The Hollywood Reporter” afirmam que Kristen Wiig (“Missão Madrinha de Casamento”) está negociando o papel.

A primeira vez em que a personagem surgiu nos quadrinhos foi em 1943, na “Wonder Woman 6”. Por outro lado, sua versão mais conhecida é de 1987, quando Len Wein e George Perez assinavam as publicações.

Foi durante uma expedição pela selva africana que a antropóloga britânica Dra. Barbara Ann Minerva, acabou herdando os poderes de um Leopardo, se tornado a Mulher-Leopardo.

Conhecida também como Cheetah, ela ganhou força e agilidade sobre-humana, além de garras afiadas e uma visão noturna aguçada. Tanto poder a transformou em vilã, assim como uma das maiores inimigas da Mulher-Maravilha.

Gal Gadot é o único nome confirmado na sequência

Pouco se sabe a respeito da sequência de “Mulher-Maravilha 2”. Segundo a diretora Patty Jenkins, o filme irá seguir a mesma fórmula divertida do primeiro, mas com um pouco mais de peso e profundidade.

Até então, Gal Gadot, atriz que viveu a heroína, é o único nome confirmado no elenco. Por outro lado, Chris Pine (“Star Trek - Sem Fronteiras”), pode retornar no papel de Steve Trevor.
Com estreia prevista para 1º de novembro de 2019, o escritor Dave Callaham (“Os Mercenários”) é quem será responsável pelo roteiro. Já as filmagens devem começar a todo vapor em meados deste ano.

 



publicidade

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade