Proibição de exibição de filmes na Arábia Saudita cai após 35 anos

Divulgação

Publicado em 16/01/2018 às 20:37:23

Por: Taty Bruzzi

Após 35 anos em vigor, a lei que proibia a exibições cinematográficas na Arábia Saudita finalmente teve seu fim decretado. O anúncio foi dado em dezembro do ano passado e a nova lei entrou em vigor no último sábado, dia 13.

O título escolhido para esta retomada foi “Emoji – O Filme” (2017), animação produzida pela Sony que chegou a arrecadar US$216 milhões em bilheterias mundiais. Em comemoração, o longa-metragem foi exibido em uma sessão dupla, que contou, ainda, com “As Aventuras do Capitão Cueca – O Filme”.

Governo prevê mais de 300 cinemas até 2030

Como atualmente não há cinemas no país, o evento aconteceu no salão estatal de Jidá. A inauguração do primeiro cinema na Arábia Saudita está marcada para março deste ano, até que a obra seja finalizada as sessões seguem em espaços improvisados.

Por outro lado, todos os títulos irão passar por avaliações de censores do governo, a fim de saber se as obras estão de acordo com os padrões culturais locais, antes de serem liberados para exibição.

Até 2030, o governo prevê a abertura de mais de 300 cinemas na Arábia Saudita. Entretanto, vale ressaltar que a produção cinematográfica despertou no país em 2012, com o lançamento de “O Sonho de Wadjda”.

A produção foi a primeira submissão do país ao Oscar, além de ter ficado marcado como o primeiro dirigido por uma mulher. Já “Barakah com Barakah” (2015), foi o primeiro longa selecionado para o Festival de Berlim.



publicidade

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade