Reportar
erro
Relembre

Quem era o Hipster da Federal? Policial morre ao tentar invadir casa em Goiás

Lucas Valença ganhou destaque ao fazer a escolta do ex-deputado federal Eduardo Cunha


Lucas Valença, o Hipster da Federal, correndo sem camisa ao ar livre
O Hipster da Federal tinha 36 anos e era natural de Goiás - Reprodução/Instagram
Por Redação NT

Publicado em 03/03/2022 às 14:47:10,
atualizado em 03/03/2022 às 14:56:52

Conhecido como Hipster da Federal desde 2016, quando ganhou destaque ao fazer a escolta do ex-deputado federal Eduardo Cunha, o policial Lucas Valença morreu na noite da última quarta-feira (2), em Buritinópolis, no estado de Goiás. 

O agente foi atingido por um tiro na barriga pelo dono de uma chácara, que alegou ter agido em legítima defesa, após Valença ter supostamente feito vários xingamentos, desligado o disjuntor de energia da residência e arrombado a porta da sala. O dono da casa afirmou ter atirado na direção do invasor sem saber quem era e disse que chamou uma ambulância assim que o viu baleado.

Segundo informações do G1, familiares e amigos relataram à Polícia Militar que o policial se encontrava em surto psicótico desde o dia anterior, conforme o boletim de ocorrência. Lucas Valença teria gritado do lado de fora dizendo que "havia um demônio" na residência, antes de entrar na chácara, onde o atirador estava com a esposa e a filha de 3 anos.

"Como as circunstâncias do fato indicam que o autor agiu em legítima defesa, estava dentro da sua casa e defendendo a família, optamos por continuar as investigações somente por meio de inquérito", esclareceu o delegado Adriano Jaime.

Quem era o Hipster da Federal?

Lucas Valença ficou conhecido como Hipster da Federal em 2016, após escoltar o então deputado cassado Eduardo Cunha, em Brasília. O apelido faz referência a um jovem que gosta do estilo "vintage" e adota um visual antigo.

O agente, de 36 anos, nasceu em Posse, cidade do nordeste de Goiás, e trabalhava na Polícia Federal em Brasília. Ele entrou na corporação em 2014, após integrar a Polícia Militar do Distrito Federal. Valença chegou a fazer parte do COT (Comando de Operações Táticas).

Ao ganhar fama, Lucas viu suas redes sociais crescerem e chegou a gravar um vídeo falando sobre a repercussão que gerou. "Eu não sei nem por onde começar, mas eu não tinha aparecido até hoje porque eu tô realmente surpreso com tudo isso que tá acontecendo. Mas eu queria agradecer todo mundo que tá seguindo e mandando mensagem de apoio, de carinho. E dizer que eu realmente tô honrado de ter participado desse momento histórico", disse ele na época.

O agente federal não costumava publicar conteúdos com frequência, mas seu perfil no Instagram conta com 112 mil seguidores, que sempre deixavam elogios em suas postagens. A foto mais recente de seu perfil no Instagram é com o presidente Jair Bolsonaro, de quem Valença era apoiador. O policial também compartilhava registros de viagens, da rotina de trabalho e cliques praticando esportes.

Sua última ação conhecida nacionalmente foi a caça a Lázaro Barbosa, em junho de 2021. Ele estava entre os 270 oficiais do Distrito Federal na busca pelo criminoso.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias
Outros Famosos