Sem aglomeração

Wesley Safadão cancela shows às pressas após banda pegar Covid-19

Integrantes da equipe do cantor testaram positivo para a doença


Wesley Safadão sério
Wesley Safadão cancela shows após banda ser diagnosticada com a Covid-19 - Foto: Reprodução

Wesley Safadão cancelou shows após integrantes de sua banda testarem positivo para a Covid-19. Através das redes sociais, a produção do cantor anunciou a suspensão das apresentações deste final de semana e explicou o caso. Segundo a publicação postada no perfil oficial do artista no Instagram, os membros da equipe passam bem após o diagnóstico e estão em casa se tratando da doença. Os shows em questão aconteceriam em Itajaí (SC), Jurerê (SC) e Guarapari (ES).

"Informamos que, após a realização de um novo exame RT-PCR, parte da banda do cantor Wesley Safadão testou positivo para Covid-19. Por esse motivo, os shows que seriam realizados hoje (01) e amanhã (02) em Itajaí (SC), Jurerê (SC) e Guarapari (ES), respectivamente, serão cancelados", dizia parte do comunicado.

"O escritório do artista tranquiliza a todos sobre o estado de saúde da banda de Wesley, que neste momento encontra-se em isolamento e com todos os cuidados necessários. Após o cumprimento de todo protocolo necessário, Wesley Safadão e sua banda retomarão a agenda de shows", avisou a postagem. No Revéillon de 2022, Safadão se apresentou em dois locais diferentes. Primeiro, ele passou por Maceió (AL) e, depois, Fortaleza (CE).

Wesley Safadão cancela shows às pressas após banda pegar Covid-19

Wesley Safadão é investigado por furar fila da vacinação contra a Covid-19

Em outubro, Wesley usou o perfil do Instagram para falar sobre o motivo de não ter realizado um acordo com o Ministério Público do Ceará. O MPC fez uma proposta para que a investigação sobre a suposta ação de “fura-fila” da vacina contra Covid-19 dele, da sua esposa Thyane Dantas e da assessora Sabrina Tavares fosse arquivada.

Os três não concordaram em pagar uma multa, cujo valor seria destinado para uma instituição social. O cantor explicou que não aceitou o acordo porque era um valor desproporcional ao que um cidadão comum pagaria.

"Ontem tivemos mais um capítulo da história da vacina, tivemos uma reunião ontem pela manhã, com Ministério Público e infelizmente não chegamos a um acordo por dois motivos. Primeiro, queriam que eu me declarasse culpado, segundo, queriam que eu pagasse uma quantia equivalente a quase um milhão de reais, sendo que para um cidadão comum é infinitamente menor o valor", explicou.

E acrescentou: “O que saiu na imprensa, é que quando eu soube que esse valor seria para doação para instituições, eu me neguei porque eu não queria fazer doação. Isso é mentira, um grande absurdo. Não me neguei em nenhum momento a fazer doação até porque eu sempre fiz, e não faço só doação para minha cidade e durante a pandemia foi uma das coisas que eu mais fiz”.

Após desabafar, o sertanejo se desculpou. “Peço perdão à população da minha cidade, do meu país, hoje realmente vi que fui mal assessorado sobre me vacinar em outro local, me disseram que não tinha nenhum problema essa mudança e eu acreditei. Realmente fui mal orientado. Sei que errei e quero ser tratado como um cidadão e não da forma como estão querendo me tratar", concluiu.

O cantor foi indiciado por peculato, após o episódio da vacinação irregular. Thyane Dantas e outras cinco pessoas também fazem parte do processo na Delegacia de Combate à Corrupção, de Fortaleza. Eles continuam sendo investigados e podem ser condenados.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias
Outros Famosos