Reportar erro
Luto

Morre Sean Connery, o eterno 007

Ator morreu aos 90 anos

Sean Connery
Sean Connery se eternizou com James Bond - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 31/10/2020 às 10:16:27

Sean Connery, ator que eternizou o espião James Bond nos cinemas, morreu aos 90 anos neste sábado (31), segundo informações do site britânico da BBC. A notícia do falecimento foi confirmada pela família do escocês, entretanto, não houve revelação do motivo da morte. Com uma carreira bem sucedida, ele ganhou dois prêmios BAFTA, um Oscar e três Globos de Ouro.

Connery foi escolhido pelo escritor Ian Fleming (1908-1964) para interpretar James nas primeiras histórias do agente no cinema. O primeiro longa foi levado ao ar em 1962, tendo o título de Dr. No. Sean não era conhecido e o título 007 só veio a aparecer tempos depois.

Em 1971, depois de Diamonds are forever, o artista se afastou do personagem por 11 aos e retornou no filme Never Say Never Again, uma produção com menor orçamento e com o ator mais envelhecido. O enredo se tornou um fracasso e ele continuou buscando papéis diferentes.

Após conquistar prêmios e fazer parte de filmes aclamados, Connery participou de filmes muito criticados pelos especialistas e também que fracassaram em bilheterias. Decepcionado com o sistema de Hollywood, decidiu se aposentar e declarou que iria escrever uma autobiografia.

Sean Connery e a vida pessoal

Uma das maiores estrelas do Reino Unido, a vida pessoal de Sean sempre chamou a atenção. Foi casado por onze anos (1962 a 1973) com a atriz australiana Diane Cilento, com quem teve um filho, Jason Joseph. O relacionamento foi conturbado, tanto que a atriz afirmou em sua autobiografia que Connery era um péssimo marido.

Em 1975, se casou com a artista Michelline Roquebrune Connery, vivendo ao lado dela até o fim da vida. Ele causou muita polêmica ao longo da sua vida e sempre se mostrou apaixonado pela Escócia, apesar de não ter morado no país depois que se aposentou.

Mais Notícias
Outros Famosos