Reportar erro
Mãe e filho

Angélica revela conversa sobre sexo com Joaquim: "Passando por essa fase"

A apresentadora também disse que na época dela não era assim

A apresentadora Angélica
A apresentadora Angélica falou sobre a criação dos filhos - Foto: Reprodução/Montagem
Redação NT

Publicado em 27/08/2020 às 14:47:37

Angélica conversou com Thaís Fersoza, no Youtube, e contou como tem sido as conversas com os filhos adolescentes, Joaquim, de 15 anos, e Benício, de 12. A apresentadora contou que o primogênito já conversou sobre sexo com o pai, Luciano Huck, mas que sobre outros assuntos ela gosta de participar.

"Estou passando por essa fase, porque em todas essas festinhas tem bebida. E aí que a gente entra na história da conversa, de falar: 'Olha, isso faz mal dessa forma. Afeta o seu organismo desse jeito'. Conversamos muito isso com o Joaquim. Benício está com 12 e ainda está muito tranquilo", contou a loira, que ainda comentou: "São impressionantes essas festas. Na minha época não eram assim",

Sobre a conversa de sexo, Luciano é quem tem assumido a função. "Ele fica mais à vontade de falar e eles já conversam mesmo sobre isso. O resto, namoradinha, bebida etc, eu falo também. Hoje em dia, os jovens já têm a informação. Está na palma da mão. Então, é melhor ele conversar com a gente do que falar com uma pessoa que não conhece e vai passar a informação para eles da forma que quiser. Temos que falar. Esse negócio de ficar cheio de dedos não dá. A internet está aí e a gente está muito atento a isso", contou ela.

Mãe presente na vida dos filhos

Apesar dos trabalhos constantes na TV, Angélica, que também é mãe de Eva, garantiu ser presente na vida dos filhos e contou que gosta de cuidar de tudo ela mesma, para deixar os filhos mais seguros.

"Sou uma mãe muito atenta. Sei de tudo, o horário de cada coisa que cada um está fazendo. Mesmo quando estava gravando, o meu telefone estava com alguém e eu ficava monitorando. A agenda deles sou eu que faço. Eu prefiro assim porque eu fico com tudo na minha mão e eles se sentem mais seguros também. Mas não sou neurótica. Antes da pandemia, Joaquim estava muito nessa onda de ir para festas. Eu deixava ir. Aí vinha: 'ah, mas os meus amigos chegam 3 ou 4 horas da manhã'. E aí eu explicava que ele não ia chegar nesse horário", falou.

Mais Notícias
Outros Famosos