Reportar erro
A virada de Anitta

Cinco vezes em que Anitta saiu de cima do muro: De Bolsonaro a defesa da Amazônia

A cantora passou a se manifestar sobre assuntos relevantes

A cantora Anitta
Confira os posicionamentos da cantora Anitta - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 20/08/2020 às 08:01:54

Com uma enorme influência no Brasil, a cantora Anitta entendeu há pouco tempo a necessidade de sempre se manifestar sobre algum assunto que esteja em evidência no momento. Desde o início da quarentena a cantora passou a falar mais sobre política e também sobre os fatos do cotidiano.

Sua virada na carreira ocorreu quando ela começou a se aproximar da advogada e professora universitária Gabriela Prioli. "Ela já me ensinava bastante. Quando eu entendi que as pessoas me cobravam essa questão de posicionamento político eu comecei a perguntar para ela para eu aprender a como me posicionar”, disse Anita para o Estado de S. Paulo em abril.

O NaTelinha separou cinco posicionamentos da cantora sobre diferentes assuntos. Confira:

Anitta fala governo de Jair Bolsonaro

Cinco vezes em que Anitta saiu de cima do muro: De Bolsonaro a defesa da Amazônia

No mês passado, Anitta criticou o governo de Jair Bolsonaro durante live com a apresentadora laura Tabon, do E! Latin America. A morena disparou e disse que o chefe do Executivo deveria governar para todos e não "só para os que pensam como ele".

"O país está repartido em dois, porque o presidente tem suas ideias de que o vírus não é assim tão importante. Então metade segue as regras, que acha que é [a doença] importante, e a outra metade não. E isso faz com que o nível de contaminação seja maior, assim como o de mortes", falou ela.

"Rio de Janeiro está repartido e são muitas mortes. Estou em casa fazendo minha parte, mas o Brasil como um todo está complicado. Aqui no RJ já está abrindo tudo. Eu saí hoje para levar meus cachorros para tomar banho. Mas está complicado, está difícil porque nem todos estão respeitando as recomendações", acrescentou.

Anitta analisa governo

Cinco vezes em que Anitta saiu de cima do muro: De Bolsonaro a defesa da Amazônia

Em maio, já inteirada sobre a política, Anitta conversou com a jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, e analisou o governo do atual presidente do Brasil.

“Está uma confusão! A gente não consegue entender esse troca-troca e a gente não vê uma coisa sendo feita, ainda não se resolveram como a coisa vai funcionar. Está delicado, está complicadíssimo e por isso também que eu resolvi fazer essas aulas para as pessoas”, disse ela.

“E é a gente que vota, é a gente que escolhe quem está no poder e o brasileiro tem que aprender política. Parece que é até de propósito, já que não oferecem o ensino direitinho para a gente não ter interesse. Sempre são palavras difíceis e quis simplificar e trazer de interesse para galera”, acrescentou a cantora.

Anitta faz desabafo sobre queimadas na Amazônia

Cinco vezes em que Anitta saiu de cima do muro: De Bolsonaro a defesa da Amazônia

Em agosto do ano passado, a cantora Anitta usou o Instagram para publicar um desabafo sobre as queimadas na amazônia e chamou bastante a atenção, repercutindo na web e na TV.

"Primeiro de tudo: pensa aí: antes do seu tataravó, bisavó, sabe quem estava aqui no Brasil? Os indígenas. Então não existe isso de fazendeiro, fulano, beltrano, achar que alguém pode ser dono da terra que o índio está ali morando", começou.

"No caso, a terra do nosso Brasil inteiro é do índio, porque, quando chegaram, quem estava aqui? Os indígenas. Aí eles foram escravizados, roubados, invadidos e assassinados. Aí sim as terras passaram a não ser mais dos indígenas", emendou.

"Antes de Pedro Álvares Cabral chegar no país, as terras, quem estava tomando conta delas, se você for aplicar a lei do usucapião, de quem vai ser a terra? Dos índios. Então não existe isso de brigar [pela terra]. A terra é deles amor", opinou a cantora.

Anitta fala sobre ser gay

Cinco vezes em que Anitta saiu de cima do muro: De Bolsonaro a defesa da Amazônia

Em maio do ano passado a cantora Anitta levantou polêmica nas redes sociais ao fazer a seguinte declaração: "Ser gay não é uma escolha. Ser homofóbico é", publicou a cantora nas stories no Dia Internacional contra a Homofobia.

Em entrevista para o site Shangay, a morena falou sobre seu relacionamento com pessoas do mesmo sexo. "A bissexualidade é uma realidade para mim há muito tempo, há mais de dez anos. Escolhi a maneira correta de compartilhar isto, porque não queria contar diretamente à imprensa. Já que poderiam ter utilizado isso como quisessem. Os meios de comunicação estão sempre à procura de cliques e polêmicas. Talvez tivessem tratado o tema de uma maneira que não fosse respeitosa”, explicou.

Anitta fala sobre racismo

Cinco vezes em que Anitta saiu de cima do muro: De Bolsonaro a defesa da Amazônia

Ainda na onda das lives no Instagram, em maio desse ano, Anitta realizou uma transmissão ao vivo para falar sobre racismo ao lado de duas advogadas experientes no assunto.

"Achava, 'Ah, gente, está se vitimizando. Agora, tudo te olham torto porque você é negra. Pensava assim’. Até que a minha bailarina Arielle começou a me explicar coisas. Comecei a perceber muito e fui aprendendo”, iniciou ela.

Anitta também rebateu as acusações de que teria bailarinas negras para minimizar. “Eu coloquei porque elas são lindas e dançavam bem. Aprendi a dançar com elas. Na época, fiquei revoltadíssima. Nunca falei para elas. Ouvia isso o tempo todo", falou.

A cantora aproveitou o espaço para fazer um alerta para os seguidores. "Aprenda e se interesse porque existe sim [racismo], por mais que você pense, ‘eu não sou preconceituoso’. Há várias atitudes. Eu aprendo a cada dia coisas que têm origem preconceituosa. Aprendo a não fazer”, concluiu.

TAGS:
Mais Notícias
Outros Famosos