Arte salva

Mouhamed Harfouch revela ter ficado à beira da depressão durante pandemia

Ator de Malhação: Viva a Diferença contou como sua peça digital o ajudou

Mouhamed Harfouch revela ter ficado à beira da depressão durante pandemia
Mouhamed Harfouch afirmou quase ter ficado em depressão por causa do isolamento social

Publicado em 29/07/2020 às 13:15:00

Por: Redação NT

Mouhamed Harfouch, o Bóris de Malhação: Viva a Diferença, que está sendo reprisada atualmente pela Globo, contou sua dificuldade de se adaptar ao isolamento social.

Por causa da pandemia do coronavírus, o ator teve que se reinventar e bolar outros meios de se comunicar com o público. Para isso, ele criou uma peça em que transmite ao vivo de casa, o Homem de Lata.

Em entrevista à revista Quem, Mouhamed falou como a arte salvou sua vida mais uma vez. "Altos e baixos… Antes de me jogar na aventura de Homem de Lata, estava à beira de uma depressão. Hoje digo, que esta peça me salvou e me fez renascer", contou o ator.

O artista também falou como está a educação dos filhos durante o isolamento social. Mouhamed é pai de Ana Flor, de 8 anos, e Bento, de 3.

"Tinha que disfarçar meu medo e minha tristeza para que eles não absorvessem a falta dos amigos, dos familiares e da escola... Foi bem difícil, mas sempre reagia com o lúdico, com arte e com leveza. Eles suportaram muito bem, mas, mesmo assim, o tempo de isolamento faz seus estragos. Sinto que eles estão desgastados com tanta ausência, estressados", afirmou.

Homem de Lata é um espetáculo virtual que o ator apresenta através de transmissão ao vivo em suas redes sociais. A peça já contou até com participações, como de Nicette Bruno, Marcelo Médici e Alexandra Richter.

"Decidimos desbravar um lugar novo, investigar uma nova linguagem, mas sem perder o jogo teatral em momento algum. Na minha opinião embora tenha este projeto há sete anos, digo sem medo de errar, que ele nasceu na hora certa! O texto precisava de uma situação-limite crível para o isolamento do Marcão (personagem da peça) e nós não encontrávamos, mas aí veio a pandemia e o isolamento de todos nós virou uma realidade", concluiu.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!