Língua afiada

Elza Soares, perto dos 90 anos, critica: "O Brasil é o país mais racista que nós temos"

A cantora está pertinho de fazer aniversário e soltou o verbo sobre a situação atual do país


A cantora Elza Soares
Elza Soares desabafou sobre a situação do Brasil - Foto: Reprodução

Prestes a completar 90 anos de idade, Elza Soares foi bastante dura nas críticas feitas ao Brasil, por conta do racismo mais presente do que nunca nos tempos atuais. A cantora desabafou em entrevista para o jornal O Globo nesta quinta-feira (18).

"O Brasil é o país mais racista que nós temos. A coisa aqui é braba, uma doença que não tem cura, uma situação absurda, nojenta. É a minha raça que estou vendo ser destruída, e é preciso dar um grito de basta”, falou a cantora, que já enfrentou diversas situações ao longo da vida e carreira.

"Nos Estados Unidos, mataram um homem negro e o mundo veio abaixo. Aqui parece que é brincadeira. Rezo muito para que isso não chegue aos meus sobrinhos e meus netos", seguiu falando Elza. A cantora virou símbolo na luta contra o racismo no Brasil por conta da sua história.

Elza Soares durante a quarentena

A cantora Elza Soares, que fará aniversário no próximo dia 23, ainda falou sobre a pandemia que todo o mundo está enfrentando e disse ser um castigo para as pessoas começarem a olhar mais o planeta, com um tratamento melhor. 

"Com todo mundo trancafiado dentro de casa, as praias vazias, não é possível que as pessoas não aprendam", falou. "Você sabe do que eu sinto falta? Dos estudantes na rua. Eles fechavam tudo e acabavam com a bagunça. Hoje a gente não tem mais estudantes na rua, não tem mais ninguém na rua... Está todo mundo amedrontado", acrescentou a cantora.

Mais Notícias
Outros Famosos