Reportar erro
Decepção

Dr. Rey desabafa após não ser nomeado Ministro da Saúde: "Sempre rejeitado"

Médico relembrou que sofreu zombarias depois que pediu para ocupar o cargo

 Dr. Rey desabafa após não ser nomeado Ministro da Saúde: "Sempre rejeitado"
Dr. Rey falou que aceitaria ser Ministro da Saúde - Foto: Reprodução

Redação NT

Publicado em 01/06/2020 às 09:37:00

Dr. Rey tem buscado participar do debate político no Brasil, tanto que chegou a pedir ao presidente Jair Bolsonaro para que o colocasse como Ministro da Saúde, o que fez muita gente o criticar e até ironizar sua capacidade para ocupar o cargo. O médico se mostrou incomodado com a zombaria feita em torno do seu nome e explicou que apenas tinha intenção de ajudar.

“Não sei por que me zoaram. Eu não quero nada do Brasil e os meus diplomas mostram a minha capacidade. É mais fácil rejeitar e zoar das pessoas”, afirmou Robert em entrevista publicada nesta segunda-feira (1°) pela colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

Formado em medicina nos Estados Unidos com cursos de especializações na Universidade de Havard, Rey é filho de uma faxineira brasileira e de um engenheiro americano. Ele explicou que sempre é rejeitado e tratado com zombaria, mas apenas queria assumir o Ministério da Saúde para colocar em prática o que aprendeu fora do país.

“Como eu tenho zero autoestima, a minha mãe limpava chão e eu fui criado em uma favela que não existe mais na Ilhabela, periodicamente, eu volto ao Brasil querendo ajudar. Sempre zoado, sempre rejeitado e com vários memes. Eu queria trazer a ciência, o que os gringos me ensinaram”, explicou.

Ele não escondeu sua insatisfação com as brincadeiras e contou que se sentiu humilhado pelo tratamento que recebeu. O médico relatou que tinha feito um planejamento para controlar a pandemia e apresentaria um suposto remédio recém-descoberto nos Estados Unidos.

“É um medicamento feito aqui na Califórnia e que foi letal contra o Ebola e está funcionando maravilhosamente na medicina americana. Não quiseram me ouvir. Fui zoado todos os dias. Se me perguntarem o motivo, eu não sei”, analisou.

“Será que é porque eu tenho a voz um pouco feminina, o jeito feminino? Mas isso eu sempre tive, a minha família toda tem! Será porque eu fui um produto criado pela mídia e isso há 20 anos? Não sei. Tem que rir para não chorar. Mas eu tinha e tenho capacidade e conhecimento para o cargo”, refletiu.

Apesar das brincadeiras, Rey garante que não está intimidado e ainda se coloca à disposição para ser Ministro da Saúde. “Podem me rejeitar mil vezes, me zoar mil vezes porque a minha intenção é só ajudar a minha pátria. Dinheiro não é problema para mim. Nos Estados Unidos, eu faço 100 mil dólares por dia. É total perda de dinheiro voltar para o Brasil, mas eu volto por amor à pátria”, comentou, deixando claro que não está em sua casa em São Paulo porque sua família também foi humilhada.

Dr. Rey e a política

Não é a primeira vez que Dr. Rey tenta emplacar na política brasileira. Em 2014 e 2018, o médico foi candidato a Deputado Federal por São Paulo, mas não conseguiu ser eleito nas duas oportunidades.

Após a vitória de Jair Bolsonaro, o profissional tentou conversar com o presidente para apresentar um projeto em torno da Saúde, entretanto, não obteve sucesso. Recentemente, com a saída de Nelson Teich, ele gravou um vídeo pedindo para ser nomeado Ministro do setor, mas não conseguiu convencer o atual governante do país.

Mais Notícias