Nas redes

Mumuzinho lamenta morte de produtor por coronavírus: "Meu coração está de luto"

Famoso desabafou nas redes sociais

 Mumuzinho lamenta morte de produtor por coronavírus: "Meu coração está de luto"
Pavão e Mumuzinho - Foto: Reprodução

Redação NT

Publicado em 28/05 às 18:13:50

Nesta quinta-feira (28), o produtor de Mumuzinho, João Paulo, morreu vítima do novo coronavírus. A assessoria do cantor confirmou a informação.

continua depois da publicidade

Pavão, como era conhecido, o profissional foi internado em hospital particular de Fortaleza, já em estado grave. E tudo começou com uma forte pneumonia, que foi se agravando, e depois com sérios problemas respiratórios.

Segundo informações da Quem, a família foi aconselhada a deixá-lo na unidade que já estava, e não fazer a transferência para um hospital público. E para cobrir os gastos, a esposa do produtor, junto com alguns amigos, fizeram uma vaquinha, já que eles não eram cobertos pelo problema de saúde.

continua depois da publicidade

Mumuzinho lamenta morte de produtor

Ao saber o que tinha acontecido com Pavão, a qual tinha muita proximidade, Mumuzinho usou seu perfil do Instagram para fazer um desabafo, se mostrando incrédulo e bastante abalado.

"Hoje me despeço de um grande amigo que acaba de partir. Acho que ainda não consigo acreditar que você se foi. Meu coração está de luto, fico aqui com as nossas melhores lembranças... Rezarei sempre por você meu amigo, para que Deus lhe proteja aí em cima.... Obrigado por todos esses anos juntos... Descanse em paz", escreveu.

continua depois da publicidade

Mumuzinho também teve coronavírus

No final do mês de abril, o cantor também foi internado em uma unidade de saúde e foi diagnosticado com a Covid-19. Onde chegou a precisar fazer uso de oxigênio para respirar melhor. Pela mesma rede social, ele chegou a compartilhar com os fãs um pouco das dificuldades que enfrentou.

"Eu acho que os piores momentos do corona foram mais em casa que no hospital. Em casa comecei a sentir febre, eu senti mais a doença em casa que no hospital", lembrou.

continua depois da publicidade