Pandemia

Ex-BBB é diagnosticado com coronavírus após apoiar Bolsonaro e criticar quarentena

O ex-brother usou as redes sociais para lamentar o ocorrido

Ex-BBB é diagnosticado com coronavírus após apoiar Bolsonaro e criticar quarentena
Ex-BBB Ralf e Jair Bolsonaro - Foto: Montagem/Reprodução

Publicado em 03/04/2020 às 17:29:12

Por: Redação NT

Após fazer críticas ao isolamento social, uma das medidas adotadas pelo Ministério da Saúde no Brasil, o ex-BBB Ralf Krause foi diagnosticado com coronavírus.

O famoso mora atualmente na Inglaterra. E lá, a mulher, Lauren, e a filha de dez meses, acabaram também contraindo a doença. A bebê desenvolveu apenas os sintomas leves, e melhorou rapidamente.

Pelas redes sociais, o ex-brother desabafou sobre os sintomas que tem sentido. “Eu sou o mais atingido. Tusso catarro com sangue. Estou com febre e só de caminhar da sala até a cozinha, fico exausto, preciso me encostar na parede para ganhar fôlego e prosseguir”, relatou o Ralf.

Ele ainda revelou que só teve a confirmação após se sentir muito mal e ter que receber paramédicos em casa. "Mas no domingo, estava muito mal! Enviaram uma ambulância até a minha casa e o paramédico disse que sim, estávamos com coronavírus e que não poderíamos sair de casa durante 15 dias", explicou.

Ex-BBB apoia crítica de Bolsonaro sobre quarentena

No último dia 24, Ralf chegou a usar o seu perfil do Instagram para demonstrar apoio às críticas do presidente Jair Bolsonaro em torno das medidas preventivas, e o que chamou de "histeria".

"Presidente está correto. Estou vendo uma quase histeria tomando conta do Brasil a fim de evitar a catástrofe da Itália. A preocupação é real e as precauções devem ser tomadas, mas se parar a economia por completo o desemprego vai explodir muito rápido. A China parou 2 meses e o PIB vai reduzir em 9%. Europa está falando em 3 a 5 meses de parada. Não é viável. Espanha e Itália não tem economia pra aguentar isso. Agora imaginem o Brasil que vem 5 anos em recessão. Empresariado vai começar a demitir imediatamente e muitos vão quebrar. Aqui na Inglaterra está se tentando algo no meio termo. Muita conscientização foi usada nos últimos 2 meses. Ontem a circulação foi reduzida muito mas o país não está parado e nem a econômica. O primeiro-ministro fará de tudo pra preservar empregos ou o estrago será irreversível. Então escutem o Jair Bolsonaro e parem de jogar pedra, pois desta maneira o país vai naufragar antes do que vcs imaginam. Que Deus abençoe à todos nós. Vamos vencer o coronavírus", legendou.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!