Excêntrico

Chiquinho Scarpa implanta GPS na namorada para poder localizá-la

Empresário é considerado uma figura folclórica

Chiquinho Scarpa implanta GPS na namorada para poder localizá-la
Chiquinho Scarpa e namorada - Foto: Reprodução/RedeTV

Publicado em 08/01/2020 às 14:16:00

Por: Redação NT

Chiquinho Scarpa voltou a surpreender e se mostrou um adepto da tecnologia. Considerado uma figura folclórica, o conde, um dos últimos quatrocentões de São Paulo, estaria monitorando sua namorada, a corretora de imóveis Luana Risério, através de um microchip de GPS.

De acordo com informações do jornal Extra, publicadas nesta quarta-feira (8), o empresário pagou para que o chip fosse implantado sob a pele da moça. A decisão aconteceu porque ele mora numa mansão avaliada em R$ 63 milhões e se perdeu da namorada.

Vale destacar que o imóvel de Chiquinho é tão grande que ele pode ficar sem pisar em um cômodo da casa durante um ano. Por conta disso, para que possa encontrar Luana em qualquer lugar do mundo, resolveu adotar a nova tecnologia que vem fazendo sucesso entre os empresários.

Diversos ricaços estão implantando chips no próprio corpo como método de segurança. Quem utiliza o aparelho pode ser encontrado pela empresa responsável pelo serviço e, consequentemente, auxiliar as autoridades. O valor para esse tipo de microchip pode chegar em até R$ 30 mil.

Luana tem 35 anos – 33 a menos que Chiquinho – e os dois estão morando juntos desde 2018. A moça vivia em Goiânia e agora mora na capital paulista.

Chiquinho Scarpa e sua excentricidade

Chiquinho Scarpa já se envolveu em diversas polêmicas, sendo a mais famosa com o príncipe Rainier III de Mônaco. Em 1977, ele insinuou que teria vivido uma suposta cena de alcova com a princesa Caroline de Mônaco, sendo interpelado judicialmente. Pouco tempo depois, desculpou-se pela declaração e o príncipe de Mônaco retirou o processo.

Em 1991, ele também se declarou dono de uma “criação de anões” e que os alugavam para trabalhar como garçons. Na época, gerou muita discussão entre políticos no Congresso Nacional.

Chiquinho também já contou que dormiu com mais de sete mil mulheres e ameaçou enterrar um carro caro no quintal de casa, entretanto, essa ação foi apenas uma forma para chamar atenção sobre a importância da doação de órgãos.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!