Reportar erro
Opinou

Paulo Vieira defende especial de Natal do Porta dos Fundos: "Zero ofendido"

Humorista é cristão e falou sobre a produção da Netflix

Paulo Vieira
Paulo Vieira defendeu o Especial Porta dos Fundos - Foto: Reprodução/Globo
Redação NT

Publicado em 13/12/2019 às 09:35:07

O especial de Natal do Porta dos Fundos continua causando polêmica e ganhou mais um defensor. Após alguns cristãos criarem um abaixo-assinado para produção sair do ar na Netflix, Paulo Vieira usou suas redes sociais na última quinta-feira (12) para criticar a postura de igrejas e religiosos.

“Com a repercussão negativa do especial do Porta dos Fundos, o Brasil tá dando o seu recado: Jesus que volte hétero cuspindo no chão, se voltar gay, ou mesmo afeminado é cruz de novo! Vamos matar até vir uma versão top. Jesus, a única coisa que evoluiu em 2 mil anos foram os pregos”, publicou.

O humorista ainda revelou que também é uma pessoa religiosa, mas demonstrou não concordar com a reação do público cristão em relação ao especial feito pelo Porta dos Fundos.

“Assinado: Paulo Vieira, cristão, católico, batizado, crismado, frequentador da missa, alinhado com o Papa, ZERO ofendido com esse especial e extremamente ofendido com as igrejas e líderes religiosos preconceituosos e exploradores”, detonou o comediante da Globo.

Paulo Vieira e seguidor

Um usuário chegou a afirmar que Paulo estaria apenas defendendo a classe artística, entretanto, o humorista rebateu o seguidor e deixou claro que jamais iria contra algo que acredita por causa do trabalho.

“Não te julgo, está defendendo o grupo que você faz parte e se isso significar rasgar sua fé você pelo que apresentou fará”, escreveu o internauta. “Eu jamais rasgaria minha fé. Eu sei no que eu acredito. Eu e Deus”, rebateu Paulo.

Polêmica Porta dos Fundos

O especial A Primeira Tentação de Cristo, do grupo Porta dos Fundos, vem repercutindo bastante desde o seu lançamento na Netflix. O principal motivo são as críticas pelo fato de Jesus ser retratado como gay.

Nas redes sociais, começou a ganhar destaque uma petição direcionada à Netflix, ao grupo de humor e ao Poder Legislativo. Nela, pede-se a retirada do conteúdo do ar na plataforma de streaming, afirmando que a produção ofende "gravemente os cristãos".

Em pouco tempo no ar, foram contabilizadas mais de 500 mil assinaturas, e isso se deve muito ao engajamento de pessoas ligadas à diversas religiões, que estão compartilhando e pedindo a participação dos internautas que também se sentiram incomodados.

O que é o especial Porta dos Fundos?

Paulo Vieira defende especial de Natal do Porta dos Fundos: \"Zero ofendido\"

Na esquete, que está rendendo tanta polêmica, Jesus é surpreendido com uma festa de aniversário de 30 anos. A certa altura, Maria e José, os pais do aniversariante, fazem uma revelação: ele foi adotado e seu verdadeiro pai é Deus. Outra das surpresas é que Jesus poderia estar em um relacionamento com outro homem.

Gregório Duvivier, Fábio Porchat, João Vicente de Castro, Antonio Tabet, Thati Lopes e Rafael Portugal são alguns dos humoristas do Porta dos Fundos.

O que diz a Netflix?

Em nota, a Netflix destacou que valoriza e apoia a liberdade criativa dos artistas com quem trabalha.

Além disso, a plataforma ainda reconheceu que "nem todas as pessoas vão gostar desse conteúdo", e também fala sobre "liberdade de escolha", em vista que o seu catálogo é bem variado, citando até a presença de novelas bíblicas.

Mais Notícias
Outros Famosos