Sem filtro

Claudia Raia fala sobre sexo aos 50 e relembra assédio na adolescência

Em entrevista, atriz disparou sobre sexo anal: "Não gosto! Dá licença?"

Claudia Raia fala sobre sexo aos 50 e relembra assédio na adolescência
Claudia Raia lançou canal de vídeos para mulheres com mais de 50 (Foto: Instagram/Reprodução)

Publicado em 10/11/2019 às 17:40:00

Por: Redação NT

Claudia Raia soltou o verbo sobre sua vida sexual em entrevista ao jornal O Globo publicada neste domingo (10). Aos 52 anos, a atriz falou abertamente sobre sexo anal e libido. Ela também relembrou um caso de assédio que sofreu na adolescência, aos 13.

A atriz revelou ter sido vítima de um pedófilo quando foi estudar balé em Nova York, na década de 1980. Na época, ela ficou hospedada na casa de um amigo de sua mãe.

"Um dia, ele sentou ao meu lado e começou a conversar, colocou a mão na minha perna, e daqui a pouco a mão veio subindo, subindo…", relatou Claudia Raia.

"Imediatamente olhei para o lado para ver o que me cercava, o que eu poderia usar para me defender. Quando ele veio com mais força, peguei a primeira coisa que alcancei, uma coruja de cristal, e ‘pow!’ na cabeça dele", prosseguiu. "Não seria diferente porque fui criada para jamais abaixar a cabeça para nada. Felizmente, só passei por isso uma vez na vida."

Aos 52, ela afirma querer "falar sobre o que der na telha, sem filtro". Um dos assuntos levantados na conversa foi sexo anal, tabu sobre o qual Claudia deseja falar abertamente.

"Por que não posso falar sobre sexo anal, por exemplo, algo que incomoda tanta gente? O homem vai lá e quer te obrigar a dar o c*! Não gosto, dá licença? Por que tenho que fazer algo que detesto para agradar alguém?", indagou a atriz.

Após 50, Claudia Raia mantém libido nas alturas

Claudia Raia também colocou o dedo em uma ferida latente da sociedade brasileira: o machismo. Ela conta que, com mais de cinco décadas de vida, mantém a libido nas alturas. Desde 2012, a artista é casada com Jarbas Homem de Mello, seu colega em vários musicais.

"Por que é errado ser uma mulher que gosta de sexo que nem eu, uma ‘transarina’? Por que no Brasil quem gosta de sexo é vista como puta? A gente tem vergonha de dizer que gosta. E quanto mais velha, pior. Se for mãe então…", afirmou.

Ainda em entrevista, Claudia Raia falou sobre o lançamento do #50eTantas no IGTV, canal de vídeos no Instagram direcionado a mulheres com mais de 50 anos. A atração vai ao ar às quintas-feiras.

"Sonhava em ter um programa para conversar com as pessoas. A apresentadora madura, que tem glamour, é engraçada e popular, foi embora com a Hebe. Fiquei com vontade de ser essa pessoa. No Brasil, a mulher ‘morre’ quando faz 40 anos e só renasce aos 80, 90, quando vira a velhinha fofa", observou.

TAGS:


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!