Solidariedade

Fábio Assunção vai ao enterro de Ágatha e dispara: "É uma guerra inútil. Todos perdem"

Criança de oito anos foi morta na última sexta-feira (22)

Fábio Assunção vai ao enterro de Ágatha e dispara:
Fábio Assunção participou de manifestação contra a violência - Foto: Reprodução/Instagram

Publicado em 23/09/2019 às 10:23:43

Por: Redação NT

Fábio Assunção se tornou um dos principais assuntos das redes sociais nesta segunda-feira (23), após participar do enterro da menina Ágatha, de oito anos, morta na última sexta-feira (20) no Complexo do Alemão, Rio de Janeiro. A criança foi vítima de bala perdida e as primeiras informações indicam que o disparo veio da arma de um policial da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

“Independentemente do que pensa esse grupo que enaltece a morte, eu sinto amor e estive no Alemão hoje. Solidário, empático com a dor coletiva e marcando a posição que acredito”, escreveu o artista no Instagram. “Aprendemos que os pobres são perdedores, que os pretos são perigosos e que os ricos venceram. Será que não conseguiremos romper essa educação colonial e entender agora que somente o coletivo, a soma e a diversidade podem nos trazer alegria?”, questionou.

O ator defendeu que o método adotado pela Segurança Pública do Rio de Janeiro não é a melhor solução, já que inocentes estão morrendo com frequência. “Essa guerra em vigor é uma guerra inútil, onde todos perdem. Todos. Policiais em serviço morrem. Cidadãos de bem morrem. Crianças morrem. Quem teve a sorte de não estar na linha de tiro pode se posicionar também. Amorosa e pacificamente. Talvez isso não aconteça amanhã, mas o tempo há de nos levar pelo caminho da admiração mútua, pois todos precisam de amor, de afeto e de oportunidade de crescer”, afirmou.

Desde que Ághata foi assassinada, muitos artistas lamentaram e se manifestaram publicamente sobre o caso. Os humoristas Fábio Porchat, Gregório Duvivier e Márvio Lúcio trocaram farpas pelo Twitter, questionando-se sobre como combater o crime organizado.

Leandra Leal também demonstrou tristeza ao falar da notícia, colocando a culpa no Governo do Rio de Janeiro pela morte da menina de oito anos. “Essa guerra só produz vítimas. Meus sentimentos à família. Os governantes precisam mudar a estratégia de combate à violência. Essa política é assassina, só enxuga gelo, produz dor e destrói famílias”.

Confira abaixo a postagem de Fábio Assunção:


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!