Vitória na Justiça

Cunhado é absolvido e Ana Hickmann comemora: "Justiça foi feita"

A famosa fez questão de agradecer o resultado

Cunhado é absolvido e Ana Hickmann comemora:
Ana Hickmann e Gustavo Correa - Foto: Reprodução/Instagram

Publicado em 10/09/2019 às 16:09:13 ,
atualizado em 10/09/2019 às 16:19:17

Por: Redação NT

Na manhã desta terça-feira (10), Gustavo Corrêa, cunhado de Ana Hickmann, foi absolvido pela Justiça em segunda instância. Na época em que a famosa foi feita de refém por um fã obsessivo em um hotel de Belo Horizonte, em 2016, ele acabou matando Rodrigo Augusto de Pádua.

A decisão foi unânime, com três votos a zero. Feliz com o resultado, a apresentadora do "Hoje em Dia" utilizou seu perfil no Instagram para agradecer e comemorar.

"Meu Deus, muito obrigada! 3 a 0! Legítima defesa! Mais uma vez a justiça foi feita. Decisão dos Desembargadores. Obrigada por todos que oraram, por todos que torceram, obrigada por cada mensagem de apoio e carinho. Agradeço ao nosso advogado pelo trabalho excepcional, por ter defendido o Gustavo e por ter trazido de volta pra nossa casa a paz", escreveu.

Ana Hickmann pediu apoio dos fãs

Mais cedo, ela tinha feito um pedido para os fãs torcerem para que o resultado fosse bom. Deixou claro que acreditava na justiça, e chamou a acusação de homicídio de "absurda". Destacou ainda que ele fez tudo apenas para defendê-la, e o chamou de "herói da história".

"Hoje estou aqui para pedir para todos rezarem pela minha família, rezarem pelo Gustavo. Mais uma vez enfrentamos a justiça. Precisamos de força. A fé é o que nos acalma e da força. Mais uma vez temos que reviver a dor e a tortura que passamos naquele quarto de hotel, este pesadelo parece que não tem fim. Já choramos muito. O sofrimento não tem fim. O Gustavo foi um herói , nos salvou. Foi Deus quem deu coragem à Gustavo para enfrentar aquele psicopata armado , que atirou contra a minha cabeça, que acabou acertando Giovana , ele que estava pronto para tirar a vida de todos que estavam naquele quarto. O Gustavo já foi julgado e a Juíza de Minas Gerais absolveu meu irmão, legítima defesa. E agora ele está de volta para se defender .O Tribunal de Justiça de Minas Gerais irá julgar o recurso da Juíza que absolveu Gustavo. Não somos diferentes de ninguém. Respondemos a justiça igual a todo mundo. Mas não é possível que alguém que livrou a família de ser morta , ainda tenha que passar por isso. Todos devemos ter o direito de defender a própria vida e daqueles que amamos. Deus ilumine o Gustavo e o nosso advogado Dr Fernando José da Costa", escreveu.

O caso do sequestro de Ana Hickmann

Em 2016, Ana Hickmann, o cunhado Gustavo e a mulher dele, Giovana, que trabalhava como assessora da apresentadora, estavam em um hotel em Belo Horizonte quando foram abordados por Rodrigo Augusto de Pádua, que se identificava como fã da artista.

Rodrigo foi ao hotel com um revólver porque havia sido bloqueado das redes sociais de Ana. Ele fez o trio como reféns em um quarto e chegou a acertar Giovana com um tiro. Gustavo então dominou Rodrigo e atirou, o matando.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!