Reportar erro
Paizão

Rodrigo Santoro é chamado de "babá" e reflete: "Parece que é obrigação da mãe cuidar da filha"

"Educar é um termo amplo, mas extremamente fundamental", diz Rodrigo Santoro

Rodrigo Santoro com a mão na cabeça
Rodrigo Santoro é pai de Nina de 2 anos - Divulgação/Revista GQ
Redação NT

Publicado em 23/07/2019 às 09:18:11

Rodrigo Santoro estampa a capa da revista GQ Brasil deste mês e julho, e nesta terça-feira (23) vai ao ar a última parte de sua entrevista à publicação.

Pai de Nina, de 2 anos, fruto de sua união com a apresentadora e atriz Mel Fronckowiak, o ator explica que os três viajam juntos para cumprir as agendas, tanto as dele quanto dela.

Confundido até mesmo com baby sitter na cidade de Valência, na Espanha, Santoro recorda um episódio que o fez refletir: "A Mel estava trabalhando e eu fiquei cuidado da Nina. Estávamos passeando e encontramos um grupo de brasileiros na rua. Eles vieram conversar comigo e um rapaz falou: 'Ah, que legal, você está de babá'. Isso me fez parar para pensar. Achei curioso porque parece que a obrigação é da mãe e eu estava ali só quebrando um galho. Na verdade, estava onde deveria estar, cuidando da minha própria filha".

Santoro afirma também que está sempre tentando ser o melhor pai possível no que diz respeito à educação dela. "Eu sei, educar é um termo amplo, mas extremamente fundamental. É a alma de tudo. Por isso pesquiso constantemente. Prezo muito o estudo e estou sempre me educando também", diz.

Anteriormente, falou sobre o título de símbolo sexual: "Esta onda de símbolo sexual é mais um título, dentre tantos outros, como o de galã. Também não me incomoda, tomo como algo positivo. Mas realmente não levo a sério. Nem faço escolhas pensando neste tipo de percepção. É um status deste business do entretenimento, me disse uma vez meu agente. Acho legal, não vou dizer que é ruim. Porém, meu foco não está nisso".

Em alta nos EUA, reflete: "No começo ficava tentando entender meu papel em Hollywood, hoje em dia faz parte da minha rotina e lido com mais naturalidade".

Gravando a série "Reprisal", da plataforma de streaming Hulu (responsável pela multipremiada "Handmaid's Tale"), no estado estadunidense da Carolina do Norte, o artista interpreta um membro da gangue conhecida como Banished Brawlers. No ensaio, o ator se inspira no seu personagem, o ex-lutador Joel Kelly. "Minhas escolhas estão conectadas sempre com algo que me estimule e garanta para mim uma experiência memorável. Agora foi o boxe. Eu me divirto, volto a ser criança, quebro meus preconceitos, minhas ideias", comenta sobre os desafios a que se submete.

Entre os projetos, além de estar em cartaz nos cinemas com "Turma da Mônica - Laços", participa da gravação da terceira temporada de "Westworld" (da HBO), da série portuguesa "Solteira e Boa Rapariga" (RTP1), está cotado para um filme da Netflix ao lado de Jamie Foxx e Joseph Gordon-Levitt e negocia projeto que será rodado pelo cineasta Fernando Coimbra (de "O Lobo Atrás da Porta").

Mais Notícias
Outros Famosos