Lista NT

Madame X em novo álbum, Madonna ousou várias vezes na carreira; relembre

Aos 60 anos, Madonna continua sendo a cantora mais polêmica de todos os tempos

Madame X em novo álbum, Madonna ousou várias vezes na carreira; relembre
Madonna lança novo álbum - Divulgação

Taty Bruzzi
i

Taty Bruzzi

Jornalista com especialização em Jornalismo Cultural, Tatiana Bruzzi atua na área há 19 anos, com ampla experiência na produção, criação, edição e revisão de texto. Nos últimos anos tem focado nas editorias de Mulher, Famosos e Cinema.

Publicado em 15/06/2019 às 06:00:21

Lançado na última sexta-feira (14), “Madame X” é o 14º álbum de estúdio da cantora Madonna. Aos 60 anos, a artista mantém não só a boa forma como o estilo inovador que a transformou na rainha do pop.

Considerado corajoso pela crítica, o novo trabalho vai do funk ousado ao fado moderado - a estrela mora há muitos anos em Portugal -, e Madonna interpreta uma personalidade diferente em cada uma das ´canções.  

“Madame X é uma agente secreta e, por isso, muda sua identidade dependendo da situação, mas ela sente a responsabilidade de inspirar, ajudar, levar luz para lugares escuros. E ela vai assumir qualquer persona que precisar para fazer esse trabalho. Então ela é um camaleão”, explicou em entrevista à agência de notícias Reuters.

Apontada como uma das mulheres mais polêmicas de todos os tempos, a maior característica da intérprete é se reinventar a cada novo disco. Com esse atual trabalho não foi diferente. 

Para a cantora, cada uma das músicas do álbum são um reflexo da Madame X que pode se apresentar como alguém que luta pela liberdade, que espera pelo amor ou se sente nostálgica ao se lembrar da infância e do seu passado.

Trabalhos polêmicos

Madonna chegou aos 60 anos como ícone da música pop, título que conquistou desde o início da carreira na década de 80. Seu sucesso sempre foi marcado por trabalhos polêmicos e seu posicionamento político e religioso. 

Uma das características da obra da cantora é apostar em canções com insinuações sexuais. Já seus shows sempre contaram com cenários e coreografias com referências eróticas. 

Madonna vem de uma época em que os videoclipes eram uma das maiores de ferramentas de comunicação e ela soube se apropriar como ninguém dessa linguagem formando uma das melhores parcerias com a MTV nos anos 80 e 90. 
 
Pensando nisso, confira oito hits em que a rainha do pop abusou e lacrou:

Like a Virgin, VMA 1984

Durante apresentação ao vivo da canção “Like a Virgin” no Video Music Award da MTV, em 1984, a cantora causou ao subir ao palco vestida de noiva e com uma plaquinha com os dizeres “boy toy”. Ao longo da apresentação, o figurino da Madonna vai se desfazendo, tornando a coreografia ainda mais interessante. Nascia ali o fenômeno Madonna. 

Material Girl, 1985

Composta por Peter Bronw e Robert Rans, a música se tornou um dos grandes hits da cantora. Já o clipe faz uma homenagem ao papel da diva Marilyn Monroe no filme “Diamonds Are The Girsl Best Friends”.

Like a Prayer, 1989

Até hoje o clipe “Like a Prayer” é um dos que mais causou na carreira da cantora. Nas imagens, Madonna surge sendo exorcizada em uma igreja, dançando em frente a Cruzes de madeira pegando fogo e, ainda, beija um santo negro. Um verdadeiro escândalo para a época. Tanta ousadia fez com que a artista perdesse alguns patrocínios para sua turnê, um deles com a Pepsi. Além disso, teve briga com a igreja católica e o veto do filme em alguns países.

 

Express Your Self, 1990

Foi com “Exprees Your Self” que a cantora levantou a verdadeira bandeira pelo feminismo, uma vez que Madonna incentiva a mulher a lutar pelo direito de ter prazer, chocando novamente os mais conservadores. 

Na Cama Com Madonna, 1990

O documentário “Na Cama com Madonna” mostrava os bastidores da turnê “Blondie Ambition” e contava, ainda, com registros dos shows da cantora. Uma das passagens mais polêmicas é quando a artista canta “Like a Virgin”, hit que a levou ao estrelato, seis anos depois do lançamento no VMA MTV. Mais madura, desta vez Madonna surge com um figurino mais ousado e em uma cama posicionada no meio do palco simulando masturbação. 

 

Erotica, 1992

Faixa-título do álbum lançado em 1992, a música ganhou um videoclipe para lá de ousado. As imagens faziam parte de um projeto que incluía também um livro com conteúdo erótico intitulado “Sex” e contou com a participação de modelos famosas. Uma delas foi a Naomi Campbell. Na cena final a cantora andava completamente nua pela rua. 

Justify My Love, 1993

Quando acreditava-se que a diva ia dar uma acalmada, Madonna surge com todo o seu erotismo em “Justify My Love”. O clipe traz imagens dos mais diversos casais. Já a cantora ensaia até um romance lésbico, verdadeiro escândalo para a época. Censurado, o vídeo chegou a ser banido pela MTV. No entanto, a emissora voltou atrás e passou a exibi-lo em horário apropriado a fim de não ofender os mais moralistas. 

Like a Virgin/Hollywood (VMA 2002)

Durante participação em mais uma edição do VMA, Madonna dividiu o palco com Britney Spears e Christina Aguilera na performance de “Like a Virgin” e o que mais causou foi o beijo que ela na boca das suas “herdeiras”. 


publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!