Reportar erro
Luta

Agnaldo Timóteo piora e pode voltar a respirar por aparelhos

Cantor está internado desde o começo de maio

Cantor Agnaldo Timóteo
Agnaldo Timóteo está internado desde maio - Foto: Reprodução/Internet
Naian Lucas

Publicado em 07/06/2019 às 13:43:12

O estado de saúde do cantor Agnaldo Timóteo, de 82 anos, piorou nesta sexta-feira (07). O artista vinha evoluindo, porém, segundo novo boletim médico, houve retrocesso no padrão neurológico e ele pode voltar a respirar com a ajuda de aparelhos. Ele segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), na cidade de Salvador.

Neste momento, a situação do músico é muito delicada. "Agnaldo Timóteo vinha em curva progressiva de melhora, porém, nas últimas 12h, ocorreu retrocesso do padrão neurológico”, explicou o boletim médico. “Por essa razão, está realizando ventilação por máscara pressurizada e pode haver necessidade de retorno à respiração por aparelhos”, completou.

O cantor foi internado após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral), ao ter um pico de pressão, além de vômito e baixa glicemia. A princípio, Timóteo foi internado em uma UPA, no município de Barreiras, mas logo teve de ser transferido para Salvador.

Durante seu período de internação, Agnaldo chegou a receber uma carta do ex-presidente Lula, que está preso em Curitiba. O documento foi divulgado nas redes sociais do cantor que agradeceu pelo contato feito por Lula.

Carreira de Agnaldo Timóteo

Agnaldo Timóteo piora e seu estado de saúde é delicado

Agnaldo Timóteo iniciou sua carreira em sua cidade natal, Caratinga, cantando em programas de calouro em rádios locais. Ficou conhecido como “Cauby mineiro” e, no anseio de alcançar vôos maiores como cantor, mudou-se para o Rio de Janeiro na década de 1960.

Enfrentou dificuldades na capital carioca e conheceu o cantor Roberto Carlos antes do rei se tornar um fenômeno. Sem dinheiro, dois caminhavam juntos de Lins de Vasconcelos à Cinelândia para buscar oportunidades nas rádios.

Não conquistando oportunidades, conhece Angela Maria e vira motorista da cantora. Ela gosta de sua voz e o indica para gravar um disco em 1961. Sem sucesso. Dois anos depois, ele grava outro CD e vende 180 cópias.

O auge ocorreu em 1967 com o álbum “Obrigado Querida”. Ele emplacou o hit daquele ano a canção “Meu Grito”, composição de Roberto Carlos. “Mamãe Estou Tão Feliz” também esteve no disco. De acordo com Timóteo, o CD consolidou sua carreira para sempre.

No meio político, candidatou-se doze vezes a cargo eletivo. Em 1986, lançou-se ao cargo de Governador do Estado do Rio de Janeiro e obteve apenas 110 mil votos. Foi Deputado Federal pela região carioca por duas oportunidades – 1982 e 1994 – além de ter sido vereador na capital em uma única oportunidade em 1996.

Após não ser reeleito em 2000 no Rio, ele transfere seu título de eleitor para São Paulo e se lança ao Poder Legislativo Municipal na capital paulista. Vence em 2004 e 2008, mas não consegue vencer como Deputado Federal pelo Estado em 2010 e não se reelege como vereador dois anos depois.

Na vida pessoal, sempre preferiu ser discreto. Católico, assumiu ter mantido relações sexuais com outros homens na juventude.

Mais Notícias
Outros Famosos