Thiago Forato
Reportar erro
Enfoque NT

Netflix prova que não tem medo de enterrar sucessos e olhar para frente

Netflix não tem medo de enterrar antigos sucessos

Cena da série Orange is the New Black
"Orange is The New Black" dá adeus em 2019 - Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 19/10/2018 às 11:08:48

A Netflix anunciou nesta semana o cancelamento da série "Orange is The New Black" após sete temporadas. A última vai ao ar em 2019. Para muitos, essa é uma triste notícia, mas para o futuro do streaming e amantes de bons conteúdos, é uma boa.

Por algum tempo, parecia que a Netflix com seus aparentes inesgotáveis recursos, nunca cancelaria nada. A empresa recentemente também cancelou "Punho de Ferro" após duas temporadas, "Everything Sucks" depois de uma, e o talk-show de Michelle Wolf, "The Break", com apenas 10 episódios.

"Orange is the New Black" é o maior exemplo que um programa de sucesso pode sim ser cancelado. A série se junta também a "House of Cards", que foi cancelada por outros motivos, que são relacionados a Kevin Spacey. "House of Cards" foi a primeira série original da Netflix e ainda que tenha inegável sucesso, não houve temor em rifá-la do catálogo, embora rumores apontassem que há um ano, um spin-off estivesse sendo desenvolvido.

Netflix prova que não tem medo de enterrar sucessos e olhar para frente

A TV norte-americana, por exemplo, reluta em cancelar séries definitivamente. "The Big Theory", por exemplo, só não terá continuação porque o próprio Jim Parsons, grande astro dela, não ficaria depois da 12ª temporada. "Roseanne", grande sensação da ABC após duas décadas fora, demitiu sua protagonista e quer espremer seu sucesso com um spin-off.

Embora a Netflix venha investindo US$ 8 bilhões em 2018, é bom lembrar que ela está ganhando concorrentes de peso. A Amazon e Hulu estão investindo uma grande quantia, e a Apple provavelmente não deve ficar muito atrás nos próximos anos. Sem contar a Disney, que lança seu próprio serviço por streaming em 2019.

Com todos esses concorrentes, a Netflix poderia perfeitamente sugar até a última gota de seus sucessos, mas não se importa em cancelar séries e fabricar novas. Há exceções. Destaco "La Casa de Papel", que teve início, meio e fim primoroso, e "13 Reasons Why" que se perdeu completamente na última temporada, e ainda assim, foi renovada para uma nova. A série espanhola também terá novos episódios em 2019, o que é desnecessário. O risco de ficar descaracterizada e perder o sentido é enorme.

Netflix prova que não tem medo de enterrar sucessos e olhar para frente

A eliminação desses programas relativamente antigos pode abrir caminho. A empresa também vem adotando a estratégia de produzir filmes, documentários e outros gêneros.

É impossível conhecer exatamente o plano da empresa, mas ao anunciar o fim de "Orange is The New Black", não há dúvida que a Netflix não tem medo de enterrar antigos sucessos e olhar para frente. Algo que deveria seguido até no Brasil.

 

Mais Notícias