De volta

Campeã do "BBB19", Paula chega a Minas Gerais e viaja de conversível laranja

Paula chegou em Belo Horizonte e pegou um carro para chegar até sua cidade natal, Lagoa Santa


Paula em carro conversível laranja
Reprodução

Campeã do "BBB19", Paula Von Sperling foi recebida com muita festa em seu estado natal, Minas Gerais. A bacharel em Direito chegou ao aeroporto internacional da capital no início da tarde desta terça-feira (16) e depois foi de carro conversível até a cidade onde mora, Lagoa Santa. A viagem acontece um dia depois de prestar depoimento na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), por supostas declarações racistas proferidas no confinamento do reality da Globo.

Assim que pisou no aeroporto, Paula ouviu gritos de "é campeã" e abraçou os fãs que a esperavam. Surpresa com a recepção, a loira também tirou várias fotos e agradeceu o carinho de todos.

Antes de entrar no chamativo conversível, de cor laranja, Paula ganhou um porco de pelúcia, em homenagem ao seu animal de estimação que fez sucesso durante o programa, a porca Pippa.

Em seu perfil no Instagram, Paula e sua equipe publicaram alguns Stories do momento. Uma página de fãs compartilhou as cenas.

Depoimento à polícia

Paula Von Sperling prestou depoimento nesta segunda (15), no Rio, sobre seus comentários polêmicos no "BBB19". Em episódio no dia 6 de fevereiro, por exemplo, ela disse ter medo de Rodrigo por ele ter contato "com esse negócio de Oxum" e afirmou: "Nosso Deus é mais forte".

À Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, Paula falou por mais de duas horas.

Segundo o delegado titular, Gilbert Stivanello, o comentário pode enquadrar a mineira em crime de injúria ou preconceito alusivo à religião.

Se considerada culpada, a pena pode ser de até três anos de prisão e multa.

Sem papas na língua

Durante toda sua participação no reality show, Paula fez várias declarações consideradas no mínimo de gosto duvidoso. Até por isso, muita gente ficou revoltada com o fato dela ter vencido o programa.

Após a grande final, na última sexta (12), a mineira foi até a uma festa oficial do "BBB" para comemorar a vitória. Chegando lá, porém, os ex-integrantes do grupo Gaiola deixaram o local.

Depois disso, Hana, Rodrigo, Danrley, Elana, Rízia, Gabriela, Vanderson e Alan foram para uma balada privada. Lá, alguns gritavam, deixando claro que para eles, o vencedor da edição foi Alan: "É campeão! Fora racista".

Paula ainda chegou a se aproximar de alguns deles, que saíram rapidamente. Ela teria ficado chateada com a situação.

Após vencer o "BBB19", a campeã comentou sobre suas declarações: "Eu não tenho noção do que está acontecendo aqui fora. Não sei bem o que fiz e falei. Só tenho noção de que falo coisas desnecessárias 24 horas por dia. Vou me retratar com todo mundo. Fui eu mesma e não medi as palavras. Mesmo sendo processada, ganhei R$ 1,5 milhão e vou encarar tudo que tiver por vir. O que eu aprendi nessa experiência é que tenho que falar menos".

TAGS:
Mais Notícias