ESPN fecha na vice entre os canais esportivos pelo terceiro mês seguido

Divulgação

Publicado em 10/11/2016 às 18:55:18

Por: Sem autor

A briga pela vice-liderança entre os canais esportivos está animada depois dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Desde a realização do evento, a ESPN Brasil está mantendo o segundo lugar nos números. 
 
Segundo dados consolidados de audiência do Kantar Ibope, obtidos em primeira-mão pelo NaTelinha, a emissora esportiva da Disney fechou na posição entre os esportivos pela terceira vez seguida no mês de outubro, vencendo o Fox Sports, seu principal concorrente, ficando atrás do SporTV.
 
Neste trimestre pós-Olimpíada, os programas jornalísticos também foram os grandes destaques na audiência. As três edições diárias do "Bate-Bola" e do "SportsCenter", além do "Futebol no Mundo", "Linha de Passe" e "Bola da Vez" atingiram cinco milhões de pessoas, representando um aumento 22% no número de pessoas impactadas em comparação ao mesmo período de 2015. 
 
Outros destaques também foram as transmissões ao vivo de torneios como o Campeonato Espanhol e Inglês de futebol, além da NFL, liga de futebol americano, que tem crescido novamente seus dados nesta temporada. 
 
Ainda em relação ao trimestre depois dos Jogos Olímpicos, a ESPN também obteve também um crescimento de 7% na audiência em seu público-alvo, homens acima de 18 anos.
 
Por fim, a emissora também teve ganhos no Watch ESPN, sua plataforma on demand. Com investimento em conteúdos exclusivos, o serviço conseguiu bater o seu recorde de acessos pelo terceiro mês seguido. 
 
Os dados são comemorados pelos gerentes da ESPN. "Os números de audiência demonstram que a ESPN segue com grande identificação junto aos fãs de esportes. A diversidade e qualidade da nossa programação esportiva é referência e seguimos trabalhando para entregar o melhor conteúdo multiplataforma aos fãs de esportes”, destaca German Hartenstein, diretor geral da ESPN no Brasil, em fala ao NaTelinha. 
 
Os dados refletem a preferência de um seleto grupo de telespectadores nas quinze principais metrópoles do Brasil, que foram o chamado PNT (Painel Nacional de Televisão). 
 


TAGS:

COMENTÁRIOS