Reportar erro
Crise

Record rescinde contrato dos Jogos Pan-Americanos e é processada

Emissora alegou que não consegue pagar a transmissão do torneio

Logotipo dos Jogos Pan-Americano
Record abriu mão do torneio - Foto: Divulgação
Redação NT

Publicado em 15/12/2020 às 20:00:00

A Record rescindiu seu contrato com a Panam Sports e não vai exibir os Jogos Pan-Americanos de Santiago 2023. Por conta disso, a empresa responsável pela distribuição dos direitos de transmissões moveu uma ação judicial contra o canal do bispo Edir Macedo. A emissora exibiu a competição latino-americana nas edições de 2011, 2015 e 2019.

A Record e a Panam Sports assinaram o último acordo em 2016 e a Record teve o direito de exibir a competição no Peru, no ano passado, e estava autorizada a transmitir o torneio em 2023. Porém, a direção decidiu romper o contrato após a pandemia do novo coronavírus ter causado um desequilíbrio nas finanças da empresa.

A emissora alegou que o real brasileiro sofreu uma forte desvalorização em relação ao dólar dos Estados Unidos, inviabilizando o prosseguimento do acordo. Por causa disso, a desistência pelos direitos da competição foi a única forma encontrada pela alta cúpula do canal para não ter grande prejuízo.

De acordo com o portal Inside the Games, a Panam Sports iria receber cerca de US$ 9,8 milhões. Isso fazia parte de um pagamento atrasado de US$ 4,8 milhões de 2019 e US$ 5 milhões com vencimento para este ano. Ivar Sisniega, secretário-geral da empresa, confirmou que entrou com uma ação contra a Record.

 “A situação de nossa principal emissora, a TV Record , chegou ao fim, informaram-nos em meados deste ano”, disse Sisniega. “Este é certamente um golpe financeiro. Iniciamos ações judiciais no Brasil, estamos seguindo o rumo jurídico”, explicou.

Contudo, Ivar declarou que a empresa irá buscar vender os direitos de transmissão para outro canal. “Perdemos parte da receita da TV Record , mas vamos garantir que o impacto econômico seja o mínimo possível. Acreditamos que a maior parte da receita virá em 2022 e 2023, já que não é o melhor momento para vender os direitos dos Jogos”, detalhou.

Record não é a única em crise

Record rescinde contrato dos Jogos Pan-Americanos e é processada

A Record não é a única que está em crise e desistiu dos direitos de transmissão de uma competição esportiva. A Globo também encerrou seu contrato com a Taça Libertadores da América, alegando que não teria condições de arcar com os valores pedidos pela Conmebol. O torneio acabou indo para o SBT, que tem a exibição do campeonato até 2022.

A emissora carioca também abriu mão da Fórmula 1 e pediu a anulação dos pagamentos para a FIFA em relação aos direitos da Copa do Mundo do Catar 2022. O canal explicou que a pandemia prejudicou as finanças da empresa.

Mais Notícias