Reportar erro
Kimmy vs Reverendo

Conheça o filme de Tina Fey que usa recurso do Você Decide

Longa usa da interatividade para divertir o público

Filme Kimmy Schmidt e Você Decide
Você Decide inovou na TV nos anos de 1990 - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 23/08/2020 às 12:54:21

O filme Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy vs Reverendo foi disponibilizado pela Netflix Brasil neste mês de agosto e chamou a atenção por ser interativo, usando recurso parecido com o Você Decide, produção que fez sucesso na Globo nos anos 90. O longa de Tina Fey permite que o público acompanhe a trajetória da protagonista e decida os rumos que ela vai tomar, tendo várias cenas diferentes na produção.

O enredo da plataforma de streaming dá um aviso aos espectadores que é preciso deixar o controle ao seu lado para definir qual opção será escolhida. Caso a pessoa não escolha uma das opções, a própria empresa decide qual caminho Kimmy seguirá na trama.

O Você Decide foi exibido semanalmente entre 1992 e 2000 e todo episódio tinha dois finais gravados. O telespectador acompanhava a história da semana e ligava por telefone para votar na opção que gostaria que a emissora exibisse no fim. A produção fez muito sucesso e chegou a ganhar reprises no canal.

O programa se tornou icônico, pois foi considerado inovador por sua interatividade. Era comum as pessoas debaterem os episódios nas ruas nos dias seguintes, tamanha repercussão que gerava o conteúdo. Já foi apresentado por Antonio Fagundes, Tony Ramos, Lima Duarte, Raul Cortez, Carolina Ferraz, dentre outros.

Em 2016, a emissora chegou a cogitar o retorno do Você Decide com novos episódios e um piloto foi escrito em 2017. Dan Stulbach era cotado para ser o apresentador, enquanto também gravava a novela A Força do Querer, contudo, o projeto foi engavetado.

Unbreakable Kimmy Schmidt

O filme interativo de Unbreakable Kimmy Smith é uma história especial criada por Tina Fey (30 Rock) e que retorna ao universo da premiada série da Netflix que chegou ao fim em 2019, após quatro temporadas.

A produção ganhou reconhecimento internacional e diversas indicações a prêmios importantes como o Emmy e o Globo de Ouro. Para se ter uma noção do prestígio do enredo, o filme está concorrendo novamente a principal premiação da TV dos Estados Unidos como Melhor Telefilme.

O longa foi lançado nos Estados Unidos em maio, mas no Brasil só chegou em agosto por causa da interatividade criada pela Netflix. Como o país estava sob quarentena, a empresa entendeu que não podia colocar seus dubladores em risco de contágio da Covid-19 e evitou realizar o trabalho de dublagem do filme.

A direção artística do streaming entendeu, no entanto, que o filme de Kimmy Smith tem um diferencial importante: ele é interativo. Por causa disso, a cúpula da Netflix no Brasil concluiu que é necessário fazer a liberação do conteúdo com a dublagem para alcançar todo o público nacional. Como isso não foi possível, seu lançamento foi adiado e chegou apenas neste mês ao seu catálogo.

Mais Notícias