Reportar erro
Debate no Twitter

Chaves é uma criança em situação de barril? Entenda a discussão que agitou a web

Série mexicana, mesmo fora da televisão, permanece no imaginário popular

Chaves é chamado no Twitter de "criança em situação de barril"
Chaves é chamado no Twitter de "criança em situação de barril" (Foto: Reprodução/SBT)
Paulo Pacheco

Publicado em 11/08/2020 às 17:42:50

Chaves, mesmo fora do ar no mundo todo após a rede mexicana Televisa perder os direitos sobre a série, permanece no imaginário popular e rende discussões inusitadas nas redes sociais. Nesta terça-feira (11), um tweet provocou o seguinte debate: o protagonista da série é uma criança em situação de barril?

A frase "Criança em situação de barril", estranhamente engraçada, figurou entre os assuntos mais comentados do Twitter. Mas como o debate começou? E, afinal, o que é estar em "situação de barril"?

A expressão, que adapta a forma como são identificadas as pessoas que vivem nas ruas (chamadas pejorativamente de mendigos), surgiu em um tweet na manhã de 1º de agosto, dia seguinte à saída de Chaves da TV. Uma seguidora de Miá Mello, que havia admitido detestar a série, concordou com a atriz e respondeu com esta pérola:

"Chaves tinha atraso de aluguel, criança em situação de barril, fome, escola, pai agredindo filha, mãe solo, bruxa - sempre acho surreal a ideia disso ser programa infantil e que aparentemente não nos traumatizou."

A "criança em situação de barril" viralizou rapidamente. Evidentemente, a fã de Miá Mello quis dizer que Chaves morava no barril por não ter casa, o que é falso. Em episódios como A Casinha do Quico, o personagem diz que mora na residência de número 8 e usa o barril como esconderijo secreto.

Esta história, porém, foi a maneira que o criador da série, Roberto Gómez Bolaños (1929-2014), encontrou para justificar o título original do programa, El Chavo del 8, quando deixou o canal 8 e migrou para o canal 2, em 1975. Chaves nunca foi visto morando em uma casa na vila do Sr. Barriga, aumentando mais o rumor de que ele era um menino em situação de rua (ou de “barril”, como disse a fã de Miá Mello).

No livro O Diário do Chaves, Bolaños conta a história de como Chaves passou a morar na casa de número 8 (e por que deixou o imóvel).

"Primeiro, fiquei na casa número 8, onde vivia uma senhora muito velhinha, que disse que eu parecia muito com um neto dela. […] Pouco depois chegou outra pessoa para ocupar a casa 8 e tive de sair dali. Porém, como eu já tinha muitos amigos na vizinhança, um dia me convidavam pra dormir em uma casa, outro dia em outra. E é assim até hoje. Porque não é verdade que vivo num barril, como dizem uns e outros por aí. O que acontece é que me escondo no barril quando não quero que percebam que estou chorando. E também quando não quero ver ninguém. Ou quando tenho muita coisa pra pensar", diz a publicação.

TAGS:
Mais Notícias