Ataque

Repórter da Band é agredida em manifestação pró-Bolsonaro: "Me acertou com a bandeira"

Em nota, Band lamenta o ocorrido

 Repórter da Band é agredida em manifestação pró-Bolsonaro: "Me acertou com a bandeira"
Jornalista da Band é agredida - Foto: Reprodução/Twitter

Redação NT

Publicado em 17/05/2020 às 19:10:00

A repórter Clarissa Oliveira foi agredida neste domingo (17) ao cobrir uma manifestação favorável ao presidente da República Jair Bolsonaro em Brasília. A jornalista da Band narrou como foi o momento em que uma apoiadora do atual governo a acertou com o mastro de uma bandeira do Brasil na cabeça. Em nota, a emissora lamentou o ocorrido e informou que abriu um boletim de ocorrência da agressão: "Ato inaceitável de selvageria".

continua depois da publicidade

"O que vimos aqui foi um tom bastante agressivo em relação à imprensa. Mais cedo, um pouco antes da chegada do presidente Jair Bolsonaro, a gente se posicionou para fazer uma entrada com vocês. Tivemos alguns problemas técnicos e acabamos saindo do ar um pouquinho”, iniciou Clarissa Oliveira na reportagem para Band.

Logo em seguida, ela explicou que uma pessoa que participava das manifestações resolveu atacá-la após proferir ofensas contra os jornalistas que trabalhavam na cobertura do ato pró-Bolsonaro.

continua depois da publicidade

“Uma das manifestantes, uma das apoiadoras do presidente Jair Bolsonaro, que circulava com uma bandeira criticando os profissionais de imprensa, referindo-se aos jornalistas como ‘lixo’, ela balançava a bandeira e em determinado momento ela me acertou com a bandeira na cabeça”, continuou a repórter.

A Clarissa detalhou que a mulher chegou a pedir desculpas, mas de forma irônica, contudo, ressaltou que outros manifestantes quiseram saber como ela estava e mostrou solidariedade. “Logo em seguida, ela se desculpou, meio aos risos. Mas tive também a solidariedade de outros manifestantes que vieram me perguntar se estava tudo bem. A bandeirada não foi forte. Tudo segue aqui. Seguimos trabalhando normalmente”, acrescentou.

continua depois da publicidade

Band lamenta o ocorrido

Ao NaTelinha, a Band enviou o seguinte comunicado: "A direção de jornalismo da Band lamenta mais essa prova de desrespeito ao trabalho da imprensa. Informa que já foi feito o boletim de ocorrência e exige que haja punição exemplar a esse ato inaceitável de selvageria. A agressão à nossa repórter, Clarissa Oliveira, durante manifestação em frente ao Palácio do Planalto, ofende a liberdade de imprensa e a todos os jornalistas.

continua depois da publicidade