Reportar erro
Família

Ingrid Guimarães passa perrengue com filha durante quarentena

Atriz precisou conciliar maternidade com gravações de programa no GNT

Ingrid Guimarães com a filha, Clara Machado
Ingrid Guimarães com a filha, Clara Machado, no programa Além da Conta #Confinados, do canal pago GNT
Paulo Pacheco

Publicado em 17/05/2020 às 11:00:00

Durante entrevista virtual com jornalistas, na última quarta-feira (13), Ingrid Guimarães precisou interromper uma resposta para dar uma bronca na filha, Clara: “Não, não pode”. A cena resume como está sendo a quarentena da atriz, que concilia o trabalho com a educação da menina de dez anos.

"No início, para fazer a criança entender que não era férias foi um perrengue aqui em casa. Agora ela já entendeu, fizemos uma rotina, mas era ‘mãe!’, ‘mãe!’. Era estudar todas as matérias das quais você já se livrou, no meio de trabalho, cozinha, marido. No dia em que ela voltar às aulas, meus amores, eu vou dar uma festa”, brinca Ingrid em resposta ao NaTelinha.

Ingrid adotou o “homeschooling” (educação domiciliar, em inglês) para ensinar as disciplinas à filha, porém encontra dificuldades para ser “professora” informal durante a quarentena.

"Eu sou muito grata por ter o 'homeschooling' em casa, porque a maior parte da população nem tem wifi para isso, poderia ser pior. Salvem os professores, porque o homeshooling é chato, é um porre. É um trabalho para o qual a gente não foi preparado para fazer. Matemática, por exemplo, é algo totalmente diferente da minha época, não sei ensinar”, admite.

Ingrid Guimarães contracenou com filha

Clara não deu apenas dor de cabeça para a mãe, como também deu orgulho. A garota colaborou com as gravações de Além da Conta, realizadas na casa da família após o cancelamento da viagem para a China, primeiro epicentro do coronavírus e destino da temporada atual da atração do canal pago GNT.

"Tínhamos três diretores, mas como gravei muito dentro da minha casa ela era atriz, contracenava comigo algumas vezes, e me ajudava, por exemplo, gravando vídeos dentro de casa, porque a equipe não entrava, eu não deixava entrar na minha área íntima. Como é viciada em TikTok, me ajudou muito até a olhar [o que valia a pena registrar]. Ela gosta muito do meio porque não teve outra opção, cresceu na coxia, no set. Ela fala que quer ser atriz, mas não digo nada. Por enquanto, é só criança, mas ela me deu a maior força, porque várias vezes travava tudo aqui e eu gritava: ‘Filha!’. Agora mesmo ela acabou de ligar a luz para mim”, conta.

Para evitar aglomerações na casa de Ingrid, a equipe reduzida do Além da Conta precisou se desdobrar, parte em um imóvel vizinho ao da atriz e parte fora do Brasil.

"Foi um processo de guerrilha! Realmente, vai marcar a minha vida. Minha irmã produziu. Os diretores são os mesmos de todos os meus programas e têm uma produtora em Nova York. A direção, a maquiagem, o figurino e a produção de elenco foram todos remotos. Meu marido fez a direção de arte, minha filha me ajudou. Tive uma pessoa só que fez tudo: luz, câmera e som. Eu tinha um apartamento bem pequenininho que estava alugado e o transformei em um miniestúdio. Tínhamos pouco dinheiro e tempo, e tudo que pegava tinha que limpar. Ao mesmo tempo, acho que nunca estive tão criativa. Quando assisti, fiquei muito orgulhosa de ver que conseguimos fazer com qualidade e criatividade. Meus entrevistados estão em casa, abertos para conversar e com tempo, dando uma profundidade ao meu programa”, analisa.

Mais Notícias
Outros Famosos