Reportar erro
Derrubou

SBT e RedeTV! ignoram Bolsonaro em pronunciamento sobre demissão de Moro

Emissoras mantiveram programação, enquanto concorrentes exibiram presidente

 SBT e RedeTV! ignoram Bolsonaro em pronunciamento sobre demissão de Moro
Bolsonaro apareceu em todas as emissoras, menos SBT e RedeTV! - Foto: divulgação

Redação NT

Publicado em 24/04/2020 às 17:50:56

Quase todas as emissoras de TV aberta derrubaram a grade de programação na tarde desta sexta-feira (24) para transmitir o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro dando explicações sobre o pedido de demissão do ex-juiz Sérgio Moro. As duas exceções foram o SBT e a RedeTV!

Se o SBT era possível derrubar a grade, já que estava exibindo o Casos de Família e, logo depois, o capítulo da novela latina O Que a Vida me Roubou, a RedeTV! não tinha condições de exibir o pronunciamento desde o início, já que às 17h o canal de Marcelo de Carvalho e Amílcare Dallevo vendeu a faixa para a Igreja Universal do Reino de Deus, que exibia sua programação no horário.

Além das principais emissoras de TV aberta, também exibiram o momento RecordNews e BandNews, além das duas principais concorrentes da TV fechado na área de notícias, a GloboNews e a CNN Brasil.

No período da manhã, a entrevista coletiva do, agora ex-ministro, Sérgio Moro já havia sido exibido por praticamente todas as emissoras de TV aberta, enquanto o SBT fez apenas um plantão com as informações, sem transmitir ao vivo o evento, mantendo o desenho Bob Esponja, dentro do Bom Dia e Cia.

Bolsonaro na TV

Logo às 17h, Band e Record colocaram o pronunciamento no ar, enquanto exibiam o Brasil Urgente e o Cidade Alerta, respectivamente. Já a Globo derrubou o capítulo de Avenida Brasil, que mostrava os últimos momentos de vida de Nilo (José de Abreu), antes de ser assassinado por Santiago (Juca de Oliveira).

Os primeiros dados de Ibope mostraram números em tempo real que indicaram que a Globo continuou com altos índices durante o pronunciamento, enquanto Band, SBT e Record disputavam a vice-liderança. Os dados consolidados somente serão disponibilizados na próxima segunda-feira (29).

Mais Notícias